Pelos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3819 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RBTI 2007:19:2:176-181

ARTIGO ORIGINAL

A Influência da Traqueostomia Precoce no Desmame Ventilatório de Pacientes com Traumatismo Craniencefálico Grave*
The Influence of Early Tracheostomy in the Weaning of Patients with Severe Traumatic Brain Injury
Renata Lenize Pasini1, Yvens Barbosa Fernandes2, Sebastião Araújo3, Silvia Maria de Toledo Piza Soares4

RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:Atualmente, ainda é questionável se a traqueostomia precoce (TP) pode influenciar no desmame ventilatório ou no tempo de internação hospitalar de pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE). O objetivo primário deste estudo foi verificar se a TP influencia o tempo de ventilação mecânica (VM) em pacientes com TCE grave. MÉTODO: Estudo prospectivo, observacional, incluindo 33 pacientes compontuação admissional na escala de coma de Glasgow (ECG) ≤ 10, analisados segundo o momento de realização traqueostomia, após a intubação traqueal (precoce: t ≤ 6 dias; intermediária: t = 7 a 11 dias; tardia: t ≥ 12 dias) e o desmame ventilatório. RESULTADOS: O tempo total de VM foi menor no

grupo TP (n = 10; p < 0,0001). No grupo TP, a menor pontuação na ECG (média de 5,3 ± 2,5) estevenegativamente correlacionada com o tempo de internação hospitalar (p = 0,02). CONCLUSÕES: A traqueostomia precoce pode reduzir os tempos de ventilação mecânica, mas não influencia o tempo de internação hospitalar em pacientes com traumatismo cranioencefálico grave. Unitermos: desmame, traqueostomia, traumatismo cranioencefálico, ventilação mecânica. SUMMARY BACKGROUND AND OBJECTIVES: Actually, It’s doubtfulif early tracheostomy (ET) can influence mechanical ventilation (MV) weaning time or the hospital length of stay in patients with traumatic brain injury (TBI). The main objective of this trial was to verify the influence of ET on weaning time of patients with severe TBI. METHODS: Prospective, observational study, including 33 patients with severe TBI (GCS ≤ 10 at hospital admission), evaluatedaccording to tracheostomy performance time (early: t ≤ 6 days; intermediate: t = 7 to 11 days; and late: t ≥ 12 days) and the weaning from MV. RESULTS: Total ventilation mechanical time has been reduced in the early tracheostomy group (n = 10; p < 0.0001). A lower GCS punctuation (mean 5.3 ± 2.5) in ET group has been negatively correlated with hospital length of stay (LOS) (p = 0.02). CONCLUSIONS:Early tracheostomy can decrease mechanical ventilation time, but does not influence hospital LOS in patients with severe traumatic brain injury. Key Words: mechanical ventilation, tracheostomy, traumatic brain injury, weaning.

1. Fisioterapeuta Especialista em Fisioterapia Respiratória em Terapia Intensiva Adulto pela FCM-UNICAMP; Mestranda em Ciências Médicas pela FCM-UNICAMP. 2. Doutor emNeurologia e Assistente em Neurocirurgia do HC-UNICAMP. 3. Professor Assistente Doutor do Departamento de Cirurgia da FCM-UNICAMP e Assistente da UTI-Adulto do HC-UNICAMP. 4. Mestre, Fisioterapeuta Especialista em Fisioterapia Respiratória em Terapia Intensiva Adulto do HC-UNICAMP. *Recebido da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC-UNICAMP),Campinas, SP Apresentado em 02 de abril de 2007 Aceito para publicação em 23 de maio de 2007 Endereço para correspondência: Dra. Renata Lenize Pasini Rua Iguape nº 3 A4, Jardim Paulista 13090-090 Ribeirão Preto, SP E-mail: renata.lenize@terra.com.br ©Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2007

176

Revista Brasileira de Terapia Intensiva Vol. 19 Nº 2, Abril-Junho, 2007

A INFLUÊNCIA DATRAQUEOSTOMIA PRECOCE NO DESMAME VENTILATÓRIO DE PACIENTES COM TRAUMATISMO CRANIENCEFÁLICO GRAVE

INTRODUÇÃO A ventilação e a oxigenação encefálica em neuroemergência são prioridades no atendimento de pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE), ou qualquer outro tipo de lesão traumática grave, com a finalidade de se diminuir o sofrimento encefálico e as suas complicações secundárias1. Para...
tracking img