Pedofilia

http://www.radarciencia.org/doc/pedofilia-consideracoes-atuais/oTyfYGH1ZQxkBD==/
(ES)
Spizzirri, Giancarlo
FONTE
Diagn. tratamento;15(1)jan.-mar. 2010. .
RESUMO
A pedofilia é um transtorno Mental caracterizado por fantasias e/ou pensamentos sexuaisintensos e sexualmente excitantes, por período igual ou superior a seis meses e que envolvam pessoas de até 12 anos de idade.A etiologia dessedistúrbio permanece pouco esclarecida. Pesquisas atuais, entretanto, apontam alterações neurológicas, hormonais e psicodinâmicas envolvidas nessa gênese.Diminuição considerável do volume e da massa cinzenta da amídala direita, do hipotálamo bilateral, das regiões septais, da substância innominata e do núcleo da estria terminal foi observada em pedófilos.A ressonância magnética funcional depedófilos revela que diversas regiões cerebrais são ativadas ou inibidas, durante a estimulação erótica visual.Observa-se aumento dos níveis de testosterona, especialmente naqueles pedófilos que apresentam conduta agressiva.História de abuso sexual e/ou emocional na infância é recorrente e contribui para a compreensão das causas da pedofilia.(AU)

Pedofilia - considerações atuais

Giancarlo SpizzirriINTRODUÇÃO

A pedofilia é um distúrbio psiquiátrico, classificado como um transtorno de preferência sexual pela Classificação Internacional das Doenças na sua 10a edição (CID-10) (1) ou uma parafilia pelo Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais 4a Edição (DSM-IV-TR). (2) Caracteriza-se por comportamentos, fantasias e/ou pensamentos sexuais recorrentes, intensos e sexualmenteexcitantes, por período igual ou superior a seis meses e que envolvam pessoas de até 12 anos de idade. Alguns pedófilos são atraídos por meninas apenas, outros apenas por meninos e outros se interessam por ambos os gêneros. (1,2) É uma condição crônica que geralmente se inicia na adolescência e persiste ao longo da vida, sendo mais frequente em homens do que em mulheres. (3,4)

A pedofilia éum tema controvertido. Pedófilo seria aquele indivíduo que tem atração sexual exclusivamente por crianças. Alguns autores classificam esse tipo como "permanente". Também há aqueles que apresentam esses sintomas quando estão diante de situações estressantes, sendo considerados do tipo ‘regressivo’. Há, também, aqueles que molestam crianças sem fins estritamente sexuais. (5)

Em nossos dias apedofilia, mais do que nunca, constitui fonte de grande preocupação em diversos segmentos da sociedade. Para vencer esse grande desafio, maior conhecimento sobre etiologia, quadro clínico e tratamento se faz necessário.

ETIOLOGIA - CONSIDERAÇÕES FINAIS

A etiologia desse distúrbio permanece pouco esclarecida. Pesquisas atuais, entretanto, apontam alterações neurológicas, hormonais epsicodinâmicas envolvidas nessa gênese, como salientamos a seguir:

a) Fatores neurológicos
Diminuição considerável do volume e da massa cinzenta da amídala direita, do hipotálamo bilateral, das regiões septais, da substância innominata e do núcleo da estria terminal foi observada em pedófilos e pode refletir alterações ou agressões do ambiente, em períodos críticos do desenvolvimento psicossexual. (6)Observou-se também que pedófilos apresentam diminuição do volume da massa cinzenta do núcleo estriado ventral (estendendo-se ao núcleo accumbens), do córtex orbitofrontal e do cerebelo. Essas observações indicam associação entre anormalidades da morfometria fronto-estriatal e pedofilia. (7)
Quando se comparam indivíduos com interesses sexuais heterossexuais com parafílicos, verificam-se alteraçõeseletroencefalográficas em diferentes áreas corticais, como reação à estimulação erótica visual. (8) Aumento anormal do ritmo alfa e diminuição da atividade em áreas frontais também foi observado em pedófilos quando estão na presença de crianças. (9)
A ressonância magnética funcional de pedófilos revela que diversas regiões cerebrais são ativadas ou inibidas, durante a estimulação erótica...
tracking img