Pedagogia da autonomia - paulofreire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 133 (33092 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PEDAGOGIA DA AUTONOMIA
Saberes Necessários à Prática Educativa

PAULO FREIRE
1

Para ter acesso a outras obras livres acesse: WWW.SABOTAGEM.REVOLT.ORG

Autor: Paulo Freire Título: Pedagogia da Autonomia Ano da Publicação Original: 1996 Ano da Digitalização: 2002

Esta obra foi digitalizada, formatada e revisada pelo Coletivo Sabotagem. Ela não possui direitos autorais pode e deve serreproduzida no todo ou em parte, além de ser liberada a sua distribuição, preservando seu conteúdo e o nome do autor.

2

Índice Prefácio Primeiras Palavras Cap. 1 – Não há docência sem discência
1.1 – Ensinar exige rigorosidade metódica 1.2 – Ensinar exige pesquisa 1.3 – Ensinar exige respeito aos saberes dos educandos 1.4 – Ensinar exige criticidade 1.5 – Ensinar exige estética e ética 1.6– Ensinar exige corporeificação das palavras pelo exemplo 1.7 – Ensinar exige risco, aceitação do novo e rejeição a discriminação 1.8 – Ensinar exige reflexão crítica sobre a prática 1.9 – Ensinar exige o reconhecimento e a assunção da identidade cultural

03 04 06 11
14 15 16 17 18 19 20 22 23

Cap. 2 – Ensinar não é transferir conhecimento
2.1 – Ensinar exige consciência do inacabado 2.2 –Ensinar exige o reconhecimento de ser condicionado 2.3 – Ensinar exige respeito à autonomia do ser do educando 2.4 – Ensinar exige bom senso

27
28 31 34 36

2.5 – Ensinar exige humildade, tolerância e luta em defesa dos direitos dos educadores 39 2.6 – Ensinar exige apreensão da realidade 2.7 – Ensinar exige alegria e esperança 2.8 - Ensinar exige a convicção de que a mudança é possível 2.9 –Ensinar exige curiosidade 41 43 46 51

Cap. 3 – Ensinar é uma especificidade humana
3.1 – Ensinar exige segurança, competência profissional e generosidade 3.2 – Ensinar exige comprometimento

56
56 59

3.3 – Ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção no mundo 61 3.4 – Ensinar exige liberdade a autoridade 3.5 – Ensinar exige tomada consciente de decisões 3.6 –Ensinar exige saber escutar 3.7 – Ensinar exige reconhecer que a educação é ideológica 3.8 – Ensinar exige disponibilidade para o diálogo 3.9 – Ensinar exige querer bem aos educandos 64 68 70 79 86 90

3

Prefácio Aceitei o desafio de escrever o prefácio desde livro do Prof. Paulo Freire movida mesmo por uma das exigências da ação educativo-crítica por ele defendida: a de testemunhar a minhadisponibilidade à vida e os seus chamamentos. Comecei a estudar Paulo Freire no Canadá, com meu marido, Admardo, a quem este livro é em parte dedicado. Não poderia aqui me pronunciar sem a ele me referir, assumindo-o afetivamente como companheiro com quem, na trajetória possível, aprendi a cultivar vários dos saberes necessários à prática educativa transformadora. E o pensamento de Paulo Freire foi,sem dúvida, uma de suas grandes inspirações. As idéias retomadas nesta obra resgatam de forma atualizada, leve, criativa, provocativa, corajosa e esperançosa, questões que no dia a dia do professor continuam a instigar o conflito e o debate entre os educadores e as educadoras. O cotidiano do professor na sala de aula e fora dela, da educação fundamental à pós-graduação. É explorado como numacodificação, enquanto espaço de reafirmação, negociação, criação, resolução de saberes que constituem os "conteúdos obrigatórios à organização programática e o desenvolvimento da formação docente". São conteúdos que, extrapolando os já cristalizados pela prática escolar, o educador progressista, principalmente, não pode prescindir para o exercício da pedagogia da autonomia aqui proposta. Uma pedagogiafundada na ética, no respeito à dignidade e à própria autonomia do educando. Como os demais saberes, este demanda do educador um exercício permanente. É a convivência amorosa com seus alunos e na postura curiosa e aberta que assume e, ao mesmo tempo, provoca-os a se assumirem enquanto sujeitos sócios-históricos-culturais do ato de conhecer, é que ele pode falar do respeito à dignidade e...
tracking img