Pcmat

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (866 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HUMBERTO DE CAMPOS

(1886 – 1934)





Humberto de Campos Veras nasceu em Miritiba, hoje Humberto de Campos, Estado do Maranhão. Deixou obra extensa e variada, incluindo crônicas e contoshumorísticos, além de sonetos refinados, que o tornaram um dos autores mais populares em sua época. Aprendiz de tipógrafo e depois escriturário, iniciou-se (1908) no jornalismo em Belém do Pará, echegou a diretor de A Província do Pará. Fatores políticos forçaram-no a mudar-se (1912) para o Rio de Janeiro, RJ, onde passou a trabalhar como redator de O Imparcial. A longa série de seus livros deprosa iniciou-se com Da seara de Booz (1918). Publicou depois, entre outros, A serpente de bronze (1921), A bacia de Pilatos (1924), O monstro e outros contos (1932) e Poesias completas (1933). Eleitomembro da Academia Brasileira de Letras (1920), também foi eleito deputado federal pelo Maranhão (1927), mas teve o mandato interrompido pela revolução (1930). Suas Memórias (1933) são apontadas comoseu livro mais importante. Morreu no Rio de Janeiro, RJ, e seu Diário secreto, publicado postumamente (1954), causou escândalo.



Fonte:http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_2186.html



“Tido e elogiado como um prosador admirável, a fase poética de Humberto de Campos, no começo de sua carreira (1904-1915), quando publicou os dois volumes

De Poeira, enquadra-se numafase de transição, a que alguns chamam de neoparnasiana, mas sem uma característica definida. Certo, o homem de sensibilidade que também sabia fazer versos, como alguns de seus contemporâneos.” ASSISBRASIL





BEATRIZ



Bandeirante a sonhar com pedrarias

Com tesouros e minas fabulosas,

Do amor entrei, por ínvias e sombrias

Estradas, as florestas tenebrosas.



Tivesonhos de louco, à Fernão Dias...

Vi tesouros sem conta: entre as umbrosas

Selvas, o outro encontrei, e o ônix, e as frias

Turquesas, e esmeraldas luminosas...



E por eles passei. Vivi...
tracking img