Patrimonio liquido inconcebivel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1881 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PARTE I



1. No mês de Julho, a firma Papoulas Ltda. foi registrada e captou recursos totais de
7.540.00,00, sendo 7.000.000,00 dos sócios, como capital registrado e 540.000,00 de
terceiros, sendo 2/3 como empréstimos obtidos e 1/3 como receitas ganhas. Os
referidos recursos foram todos aplicados no mesmo mês, sendo 540.000,00 em
mercadorias; 216.000,00 em poupança bancária;288.000,00 na concessão de
empréstimos; e o restante em despesas normais.


Após realizados esses actos de gestão, pode-se afirmar que a empresa ainda tem um
património bruto e um património líquido, respectivamente, de:

a) 1.044.000,00 e 864.000,00
b) 1.044.000,00 e 684.000,00
c) 1.044.000,00 e 504.000,00
d) 1.584.000,00 e 1.044.000,00
e) 7.540.000,00 e 7.000.000,00




2.Considerando as regras fundamentais da digrafia contabilística, que determina o
registro da aplicação dos recursos simultaneamente e em valores iguais as respectivas
origens, temos como correcta a seguinte equação fundamental da contabilidade:
a) Activo = Passivo + Capital Social + Gastos – Rendimentos
b) Activo + Rendimentos = Capital Social + Gastos + Passivo
c) Activo - Passivo =Capital Social + Rendimentos + Gastos
d) Activo + Capital Social + Rendimentos = Passivo + Gastos
e) Activo + Gastos = Capital Social + Rendimentos + Passivo




3. De acordo com o princípio da competência, as receitas e as despesas devem ser inclusas
no apuramento do resultado do período em que ocorrem, sempre simultaneamente
quando se relacionarem, independentemente de recebimento epagamento. Em
conformidade com esse conceito, as receitas devem ser reconhecidas.
a) Nas transacções com terceiros, quando estes efectuarem o pagamento ou assumirem
compromisso firme de efectivá-lo, quer pela investidura da propriedade de bens
anteriormente pertencentes a entidade, que pela fruição de serviços por esta
prestados.
b) Quando da extinção, parcial ou total, de um activo,qualquer que seja o motivo, sem
desaparecimento concomitante de um passivo de valor igual ou menor.
c) Pela geração natural de novos passivos, independente da intervenção de terceiros.
d) Pelo recebimento efectivo de doações destinadas à cobertura de despesas
administrativas.



e) Pelo recebimento antecipado de clientes, por conta de entrega futura de bens e/ou
serviços.4. “(...) o património, que a Contabilidade estuda e controla, registrando todas as
ocorrências nele verificadas.”;


“(...) estudar e controlar o património, para fornecer informações sobre sua composição
e variações, bem como sobre o resultado económico decorrente da gestão da riqueza
patrimonial.”

As proposições indicam, respectivamente:

a) O objecto e a finalidade daContabilidade;
b) A finalidade e o conceito da Contabilidade;
c) O campo de aplicação e o objecto da Contabilidade;
d) O campo de aplicação e o conceito de Contabilidade;
e) A finalidade e as técnicas contábeis da Contabilidade.




5. Decomposição, comparação e interpretação dos demonstrativos do estado patrimonial e
do resultado económico de uma entidade é:
a) Função económica daContabilidade;
b) Objecto da Contabilidade;
c) Técnica contabilística;
d) Finalidade da Contabilidade;
e) Função administrativa da Contabilidade.




6. Em relação ao património bruto e ao património líquido de uma entidade, todas os
afirmações abaixo são verdadeiras, excepto:
a) O património bruto nunca pode ser inferior ao património líquido;
b) O património bruto e o patrimóniolíquido não podem ter valor negativo;
c) O património bruto e o património líquido podem ter valor inferior ao das
obrigações da entidade;
d) O soma dos bens e direitos a receber de uma entidade constitui o seu património
bruto, enquanto o património líquido é constituído desses mesmos bens e direitos,
menos as obrigações;
e) O património bruto pode ter valor igual ao património...
tracking img