Medicina tradicional chinesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3866 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Medicina Interna


















Infecção Urinária























Elaborado por: Sandra Almeida
4º ano Manhã



Lisboa, 3 de Maio de 2005

Descrição Generalizada


Infecção urinária é uma das doenças infecciosas mais comuns, refere-se a uma inflamação causada pela reprodução de agentes patogénicos na urina, envolvendo a membranamucosa ou o tecido do tracto urinário. É clinicamente categorizado no tracto urinário superior (Uretrite e Pielite) e infecção no tracto urinário inferior, pode ser presente sozinho, enquanto que a infecção no tracto urinário superior é normalmente complicada com sintomas inflamatórios do tracto urinário inferior, o que torna difícil a diferenciação entre as duas clinicamente.
Infecção urináriaocorre mais frequentemente na mulher, com proporção de 1 homem para 10 mulheres.
A Pielite pode ser classificada posteriormente num estado crónico e estado agudo atribuído sobretudo a infecção do tracto urinário inferior . A Pielite crónica é uma das maiores causas da disfunção crónica renal.


Na Medicina Tradicional Chinesa a infecção urinária pertence ás categorias de
“lin zheng” -Stranguria
“long bi” - Uroschesis
“yao tong” - Lumbago


É causado principalmente por inversão do factor patogénico perverso da uretra que leva para retenção de calor da Bexiga o que depois é transmitido dos órgãos às vísceras : dieta imprópria com ingestão excessiva de gorduras, doces comida picante conduz à disfunção do BP e produção de Humidade calor que descepara o Aq. Inferior; Fraqueza nos idosos com deficiência de Qi do R, conduz à falha da Bexiga no controlo da micção. Os órgãos afectados são os Rins e a Bexiga, enquanto que a patogenia é a acumulação de Humidade calor no Aq. Inferior e a obstrução das actividades do Qi na Bexiga. Nos casos prolongados, o Qi saudável é consumido pela Humidade calor resultando em deficiência do Rim e do BP.Pontos essenciais para o diagnóstico




1- Infecção urinaria num estágio agudo é manifestada primariamente com sintomas comuns, dor e urgência em urinar, lumbago ou dor abdominal irradiada para a uretra, normalmente acompanhada por frio, febre, dor de cabeça, lassitude, perda de apetite, náuseas, etc.
No estágio crónico podem aparecer os mesmos sintomas do estágio agudo, masum início repentino de infecção urinária crónica os sintomas podem ser tão severos como no estágio agudo.
2- Pode haver distensão nos pontos costo- vertebrais e dor com técnica de percussão na região renal.
3- Piuria pode ser encontrada num teste de rotina à urina sob microscópio, a contagem de glóbulos brancos é frequentemente mais de 5 por campo e pode-se encontrar leucócitos. Aurina revela uma contagem de colónias de cultura superior a 105/ml.







Diferenciação de síndromas e tratamento


A diferenciação de síndromas desta doença concerne sobretudo quer que as síndromas são de excesso ou de deficiência.
As síndromas de excesso resultam de uma acumulação de Humidade calor no Aq. Inferior bem como obstrução de Qi na Bexiga. A doença não persiste muitotempo, geralmente com dificuldade e dor ao urinar, língua vermelha com capa amarela, pulso cheio e rápido.
As síndromas de deficiência são causadas por deficiência do BP e Rim, e obstrução do Qi na Bexiga, geralmente de longo período, frequente e urgente, mas com pouca dificuldade e dor ao urinar, língua pálida com capa fina, pulso rápido e fino.
Para as síndromas de excesso o método terapêuticoé clarificar o calor. Para as síndromas de deficiência o método terapêutico é tonificar o Rim e o BP.






































Estudo das prescrições

Infecção urinária por excesso



1- Humidade calor na Bexiga


|Prescrição (composição) |Quantidade (gr) |...
tracking img