PATOLOGIAS EM FACHADAS E ESQUADRIAS

Páginas: 6 (1375 palavras) Publicado: 24 de abril de 2014
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ
CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES – VIII SEMESTRE
PROFESSOR: RONALDO LISBOA
DISCIPLINA: PATOLOGIA E RECUPERAÇÃO





FACHADAS E ESQUADRIAS

Cícera Iara Ferreira
Maria Nicheilly Pontes Araújo
Nikolas de Oliveira Dantas




Juazeiro do Norte – CE
Setembro – 2013


INTRODUÇÃO:

Em cumprimento ao trabalho solicitado peloprofessor Ronaldo Lisboa, realizamos na sexta feira dia 06/09/13 uma análise das patologias existentes nas fachadas e esquadrias do Instituto Federal do Ceará. Devido à extensão do território desta Instituição, priorizamos as partes em que os problemas estavam se agravando e que estavam mais expostas as ações naturais do meio. Como já havia sido realizada recentemente a reforma as patologiasexistentes foram minimizadas, porém podemos encontrar muitos problemas devido a diversos fatores que iremos citar no decorrer do nosso trabalho.
Especificamente nas fachadas dos edifícios, a Tecnologia de Sistemas de Revestimentos promove uma contribuição significativa para se atingir desempenho e durabilidade, uma vez que os métodos tradicionais de execução têm resultado em tantos desgastes, custose problemas judiciais entre construtores e consumidores.
A grande incidência dos problemas encontrados no Instituto que estão associadas às fachadas são as do revestimento que podemos citar como exemplos eflorescências, bolores, destacamento de pastilhas (pouquíssima quantidade devido à reforma), fissuras, infiltrações e descolamento de pinturas.PATOLOGIAS EM FACHADAS:

Casos mais frequentes no geral: Queda frequente de pastilhas e placas cerâmicas; Fissuração mais intensa dos revestimentos, com aumento de permeabilidade; Degradação prematura de pinturas; Descolamento das pinturas; Formação de eflorescências; Descolamento da argamassa de revestimento da Alvenaria.
Muitos fatores são determinantes para o surgimento dessas patologias,são eles: Elevada espessura dos revestimentos externos, em certos casos devido à perda de prumada; Grandes extensões de painéis (sem juntas no revestimento); Maior velocidade imposta à execução dos revestimentos; Uso de altos teores de argila, com consequente aumento de fissuração; Inexistência de procedimento de cura; Utilização de revestimentos mais pesados e com pedras de maior dimensão;Emprego de cimentos mais finos; Tonalidade do acabamento.
As origens para o aparecimento de manifestações patológicas nas edificações podem ser devidas:
• Materiais: Utilização de componentes (cerâmica, juntas, rejuntes, argamassa de assentamento, cimento, cal, areia e suas misturas) em desacordo com as especificações e recomendações da normalização brasileira, ou, quando da sua inexistência, denormas internacionais e pesquisas já realizadas.
• Projeto: Todos os aspectos ligados à concepção da edificação, desde a falta de coordenação entre projetos, escolha de materiais inadequados, até a negligência quanto a aspectos básicos como o posicionamento de juntas de trabalho e telas de reforço (metálicas ou plásticas).
• Produção: Envolve o controle de recebimento dos materiais, preparação dasmisturas, obediência aos prazos mínimos para a liberação dos serviços e, principalmente, o acompanhamento da execução de todas as camadas do sistema, sobretudo o assentamento das placas cerâmicas.
• Uso: Trata dos fatores ligados à operação durante a vida do componente e, fundamentalmente, às atividades de manutenção requeridas para um desempenho adequado do conjunto com o decorrer dos anos.Causas das patologias:

Congênitas: São aquelas originadas da fase do projeto, em função da não observância das Normas Técnicas, ou de erros e omissões dos profissionais, que resultam em falhas no detalhamento e concepção inadequada dos revestimentos. Ex.: Ausência de juntas, variação de volumes.

Construtivas: Sua origem está relacionada à fase de execução, resultante do emprego da mão de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Patologias de Fachadas
  • Patologias nas fachadas
  • Patologias fachadas
  • Patologia Esquadrias
  • Patologias das esquadrias de madeira
  • Patologia em revestimento ceramicos de fachada
  • Patologias em revestimentos argamassados e cerâmicos de fachadas
  • MAPEAMENTO DE PATOLOGIAS EM SISTEMAS DE REVESTIMENTO CERÂMICO DE FACHADAS

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!