Patologia nas alvenarias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PATOLOGIA DAS ALVENARIAS E SOLUÇÕES
INTRODUÇÃO
Nos últimos anos, houve uma profunda mudança na maneira de construir, pois
antigamente as alvenarias eram utilizadas como elemento resistente e de vedação e a
sua estabilidade e resistência eram definidos em função de sua geometria.
Hoje, os edifícios são mais altos e esbeltos, a concepção privilegia grandes vãos, há
menos pilares e as lajesapresentam espessura reduzida.
Essas, características, sem dúvida, trouxeram implicações e tornaram as estruturas mais
deformáveis, em paradoxo, com o advento de blocos vazados, tanto de cerâmica como de
concreto mais resistente e dimensões maiores, o que reduziu a capacidade das
alvenarias absorver as deformações.
De fato, isso colaborou para o surgimento das patologias sem que estas mudançasfossem estudadas.
Sendo que as patologias mais comuns relacionadas à deformação acabam se
manifestando na alvenaria na formação de fissuras em bielas de compressão,
arqueamento, indicando transmissão de cargas para os apoios e também podendo
apresentar várias ocorrências de esmagamento da argamassa de assentamento
ocasionando rompimento do revestimento.
Por todas essas razões, a execuçãotorna-se uma etapa fundamental para minimizar as
patologias decorrentes de deformações estruturais.
CONCEITOS FUNDAMENTAIS
DEFINIÇÃO DE ALVENARIA
Entende-se por “alvenaria” a associação de um conjunto de unidades de alvenaria
(tijolos, blocos, pedras, etc.) e ligante(s) que resulta num material que possuiu
propriedades mecânicas intrínsecas capaz de constituir elementos estruturais.
Nasalvenarias antigas, as unidades de alvenaria eram, vulgarmente, a pedra ou o tijolo
cerâmico, eventualmente reforçadas com estrutura interna de madeira.
CLASSIFICAÇÃO DAS PAREDES
A classificação tipológica tem como objetivo facilitar a percepção do
comportamento mecânico-estrutural e a origem das patologias. Para o efeito é possível
agrupar paredes com idênticas característicasmorfológico-construtivas, com respeito,
nomeadamente, às unidades de alvenaria, às características de assentamento, às
características do(s) ligante(s) e, fundamentalmente, às características da secção
transversal, para definir tipologias de paredes.
PAREDES DE VEDAÇÃO
RELAÇÃO
AO
EDIFÍCIO
POSIÇÃO
RELAÇÃO A
ESTRUTURA
LIGAÇÃO
COM
ESTRUTURA
PROCESSO
DE PRODUÇÃO
Internas
Eixo
Vinculada
Moldada “inloco”
Externas Face
desvinculada
Industrializada
PAREDES ESTRUTURAIS
SITUAÇÃO RELAÇÃO EDIFÍCIO SITUAÇÃO ESTRUTURAL
Internas
Não armada/ parcialmente armada /
Externas
armada / contraventamentos/ sismos
Tabela - Classificação das paredes
PATOLOGIAS DAS PAREDES NÃO ESTRUTURAIS
No caso das paredes, entenda-se pois, por agora, como patologia não-estrutural
aquela que corresponde a paredes dasquais não depende diretamente a estabilidade de
outros elementos construtivos.
Os defeitos das paredes não-estruturais resultam do deficiente desempenho ou
interação dos elementos estruturais confinantes ou de suporte e para as ações mecânicas
externas ou internas, a que está sujeita a parede, e que põem em causa a sua própria
estabilidade, sem que da sua eventual ruína resultem conseqüênciaspara outros
elementos construtivos.
Síntese das ocorrências das patologias
Várias anomalias das paredes de alvenaria e das fachadas que exigem a nossa atenção
presente, reafirmam-se convicções anteriores sobre os maiores desafios que se colocam
ao setor:
1- Integrar a avaliação da qualidade das alvenarias num sistema global de avaliação da
qualidade do edifício;
2- Sensibilizar osprojetistas e criar ferramentas de projeto;
3- Investir na progressiva qualificação da mão-de-obra e na organização da produção;
4- Promover e apoiar a investigação, tendo em conta a realidade nacional;
5- Melhorar a eficácia dos mecanismos de transferência tecnológica;
6- Reforçar de forma integrada, os instrumentos formais de Certificação,normalização;
7- Conhecer e controlar os materiais;
8-...
tracking img