Parasito.resumo protozoarios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
humano:

Amebíase Amebas encontradas

no

intestino

grosso)

a) Iodameba (comensal do ceco e colon) b) Endolimax (comensal do colon) c) Entameba a. coli b. histolytica (patogenica) c. hartmanni (comensal do intestino

d. dispar e. gingivalis (encontrada no tartaro dentario) 1 Morfologia Distiguem-se pelo tamanho do trofozoito e do cisto, pela estrutura e pelo numero de nucleos nocisto, pelo numero e forma das inclusoes citoplasmaticas. A distincao e dificil, pois nenhuma delas se diferencia facilmente das demais, principalmente nos trofozoitos a fresco. Para que seja feito um diagnostico diferencial e seguro, e necessaria a observacao de varias estruturas em mais de um exemplar. ENTAMOEBA HYSTOLITICA

a) Trofozoito: um nucleo bem nitido nas formas coradas e pouco visivelnas formas vivas, onde aparece: -pleomorfico -ativo -alongado -com emissao continua de pseudopodes -deslizando sobre a superficie parecendo uma lesma -apresentando eritrocitos nos citoplasma quando proveniente de disenteria -apresentando bacterias, grao de amido ou detritos quando nao invasivo b) Cistos: -esfericos ou ovais

-nucleos pouco visiveis a fresco, mas quando corados podem servisualizados em numero de 1 a 4. 2. Biologia Os trofozoitos de E. histolytica vivem na luz do intestino grosso podendo penetrar na mucosa e produzir ulceracoes intestinais ou em outras regioes do organismo como fígado (mais comum) pulmao, rins, e mais raramente cerebro. Sao essencialmente anaerobios, mas podem consumir o oxigenio. A locomocao ocorre por pseudopodes e a alimentacao por fagocitose epinocitose. A multiplicacao ocorre da divisao binaria dos trofozoitos. 3. Ciclo Biologico O ciclo biologico e do tipo monoxenico. Os cistos passam pelo estomago (resistindo as acoes do suco gastrico) e chegam ao final do intestino delgado ou inicio do grosso onde ocorre o desencistamento. Os trofozoitos desencistados migram para o intestino grosso onde colonizam. Em geral ficam aderidos a mucosa, vivendocomo comensais e alimentando-se de bacterias e detritos. Os cistos da luz intestinal podem ser liberados atraves das fezes. 4. Ciclo patogênico Em situacoes que ainda nao sao bem conhecidas o equilibrio parasita-hospedeiro, pode ser rompido e os trofozoitos invadem a submucosa intestinal, multiplicando-se ativamente no interior das ulceras, podendo atraves da circulacao sanguinea atingir outrosorgaos, causando amebiase extra-intestinal. Nos tecidos nao formam cistos e sao hematofagos ativos. 5 . Transmissao -cistos maduros presentes nos alimentos solidos ou liquidos (ex.: verduras como alface e frutas como o morango) -uso de agua nao tratada contaminada por dejetos humanos -alimentos podem ser contaminados por cistos veiculados por pata de baratas e moscas (que regurgitam cistosinteriormente ingeridos)

-portadores assintomaticos que manipulam alimentos sao os principais disseminadores da doenca. 6. Manifestações clinicas Amebiase intestinal -disenterica -colites nao disentericas -apendicite amebiana -perfuracao intestinal (complicacao) -peritonite (complicacao) -hemorragia (complicacao) Amebiase extra-intestinal -hepatica (com obscesso hepatico) -cutanea -pulmonar -cerebral(mais rara) 7. Diagnostico O diagnostico clinico e dificil pois os sintomas permitem que a amebiase seja facilmente confundida com disenterias bacterianas. O diagnostico so e confirmado apos o encontro do parasita nas fezes. A retossigmoidoscopia permite visualizar as ulceracoes e a analise de material obtido das lesoes. 8 . Tratamento Os medicamentos utilizados no tratamento da amebiase podem serdivididos em tres grupos: -Amebicidas que atuam diretamente na luz intestinal -Amebicidas tissulares -Amebicidas que atuam na luz intestinal e nos tecidos.

Toxoplasmose

nome ao gênero. Apresenta-se com forma grosseira de banana ou meia lua com uma das extremidades afilada e a outra arredondada. Forma movel e de multiplicação rápida (tachis – rapido). E encontrada durante a fase aguda da...
tracking img