Ozonio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5648 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário









1 INTRODUÇÃO

Desinfecção
A desinfecção é um processo de tratamento que permite a destruição ou a
eliminação dos microrganismos suscetíveis de transmitir doenças. A destruição ou a inativação dos microrganismos patogênicos na desinfecção de efluentes domésticos
pode ser parcial, de acordo com o uso pretendido para o mesmo.

Do ponto de vista de saúde, oprocesso de desinfecção é o estágio mais importante
do tratamento de esgoto. Os objetivos da desinfecção de águas residuárias são: prevenir a veiculação de doenças e proteger fontes de água potável, praias de banho, corpos
receptores utilizados para esportes aquáticos e áreas de cultivo de mariscos e peixes.

Os processos de desinfecção, independentemente do desinfetante empregado, sãoefetivos apenas em efluentes de alta qualidade, o que, muitas vezes, requer tratamento tão avançado quanto o terciário. Devido à interferência de substâncias presentes no esgoto, tentativas de desinfecção de esgoto bruto proveniente de coletores simples ou combinados representam desperdício de produtos químicos, tempo e energia. Por intermédio da avaliação do estado da arte de desinfecção, torna-seclaro que não se atingirão os resultados desejados a menos que outras unidades do processo de tratamento estejam funcionando bem. Assim, o sistema de desinfecção, além de ser um dispositivo de proteção à saúde pública, também funciona como monitor sensível de todo o processo
de tratamento de esgoto (White, 1999, citado em Couracci Filho, 2003).

Critérios para escolha do desinfetante
Osprocessos de desinfecção não são equivalentes. É necessário escolher aqueles
mais apropriados, devido a condições particulares (características e usos da água ou efluente e tipos de microrganismo a eliminar). Para tanto, um desinfetante ou processo
de desinfecção deve apresentar idealmente as seguintes características:

• não ser tóxico para o homem ou qualquer outro animal;
• ser tóxico embaixa concentração para os organismos-alvo;
• ser suficientemente solúvel em água;
• ser eficaz nas condições de temperatura e pH encontrados no meio líquido;
• ser de custo razoável em relação aos volumes de água ou efluente a desinfetar;
• não apresentar elevado risco aos operadores;
• permitir fácil medida e controle de sua concentração.

Em geral, efetua-se a desinfecção de efluentespor meio de cloro (80% da
desinfecção no mundo), por apresentar várias das características anteriormente citadas. Entretanto, a adição do cloro pode ocasionar efeitos secundários indesejáveis, pois ao reagir com a matéria orgânica pode levar à formação de substâncias cancerígenas (THM). Além disso, o cloro não é um oxidante suficientemente poderoso para eliminar completamente organismos maisresistentes como os vírus. A fim de amenizar essas deficiências, outros agentes desinfetantes podem ser utilizados, como o dióxido de
cloro e o ozônio.

O ozônio como desinfectante
O ozônio é um poderoso agente oxidante, muito efetivo na destruição de vírus,
bactérias, protozoários e outros parasitas, bem como na oxidação da matéria orgânica. Sua aplicação em tratamento de esgotos é melhorempregada em tratamentos com depuração biológica utilizando o oxigênio puro, pelo fato de reutilizar o oxigênio
excedente da câmara de ozonização no reator biológico.

O ozônio age nos constituintes da membrana citoplasmática, nos sistemas
enzimáticos e nos ácidos nucléicos dos microrganismos. Nos vírus, o ozônio ataca
tanto as proteínas da célula como os ácidos nucléicos.

Adesinfecção de efluentes de tratamento de esgotos sanitários com ozônio vem
despertando interesse, devido à preocupação com a formação de organoclorados, toxicidade dos efluentes e o custo adicional da decloração (Nuvolari et al., 2003). A
desinfecção com ozônio destaca-se pelos seguintes aspectos:
• rapidez da ação de desinfecção;
• elevada eficiência na inativação de microrganismos;
• baixa...
tracking img