Oximetria e pulso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3893 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
OXIMETRIA DE PULSO/ CAPNOGRAFIA
Paulo R. Margotto
OXIMETRIA DE PULSO

É de suma importância a avaliação da oxigenação arterial no manuseio do RN de Alto Risco. Tem sido usada a avaliação transcutânea da PaO2 (TcPO2) e a saturação de O2, ambos métodos não invasivos. Devido a monitorização transcutânea de O2 estar associada a lesões de pele, principalmente nos pequenos prematuros e a valoresquestionáveis em estados de má perfusão, tem sido valorizada a avaliação da saturação de O2, pois:
- é fácil de ser medida
- correlaciona-se bem com as medidas de saturação da Hemoglobina.
- indica adequado suprimento de O2 aos tecidos
- pode indicar o "status" do fluxo sanguíneo aos órgãos vitais e capacidade de carrear do
sangue.
Assim, pelafacilidade de ser avaliada e as vantagens fisiológicas, a monitorização da saturação de O2 (oximetria de pulso) está sendo muito usada nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatais.

PRINCÍPIOS DO TRANSPORTE DE O2:
Para compreender e aplicar a oximetria de pulso na prática, devemos recordar os princípios do transporte de O2 e a curva de dissociação da Hemoglobina.
Expondo a Hemoglobina a tensõesde O2 crescentes, resultará em saturação da oxihemoglobina crescente até que eventualmente toda Hemoglobina esteja saturada com O2 (Sat. = 100% => PaO2 = 150 mmHg). A linha que descreve graficamente a correlação entre PaO2 e saturação de Hemoglobina se conhece com o nome de Curva de Dissociação da Hemoglobina e mostra o modo pelo qual a Hemoglobina e o O2 se combinam em diferentes paO2(Figura 1).
Figura 1:


Curva de Dissociação da Hemoblobina














Podemos observar que a Curva de Dissociação da Hemoglobina tem a forma de um "s" itálica quase horizontal nos extremos e muito empinada na parte média.
Considere a simples equação:
Hb + O2 Hb (O2)
Desoxihemoglobina + Oxigênio -Oxihemoglobina

O O2 ligado a Hemoglobina (Hb (O2) e dissolvido no plasma (O2) estão em equilíbrio dinâmico, sendo a Hb (O2) a forma favorável na reação; por volta de 98 a 99% do O2 no sangue está ligado à Hemoglobina e o restante está dissolvido no plasma, que é medido como PaO2 (assim a PaO2 reflete o O2 dissolvido no plasma e não o O2 ligado à Hemoglobina); teoricamente deveríamos observar uma queda naPaO2 antes de uma queda na saturação; no entanto, o equilíbrio é estabelecido instantaneamente após ocorrer uma mudança em ambos os lados da equação; logicamente, se mais O2 é adicionado ao sistema, mais O2 se ligará a Hemoglobina; também, se mais O2 dissolvido está sendo usado pelos tecidos ou não está sendo reposto pelas adequadas trocas pulmonares, mais O2 será deslocado da Hemoglobina,aumentando assim a dessaturação.
A saturação da Hemoglobina é igual à quantidade de Hemoglobina combinada com o O2, dividida pela capacidade total da Hemoglobina de combinar-se com ele.
Ao analisarmos a Curva de Dissociação da Hemoglobina, observamos duas partes distintas:
a) parte superior (horizontalizada)
b) parte inferior (verticalizada)

a) Parte Superior: saturação acima de 80%(grandes variações na paO2 sanguínea quase não alteram a saturação da Hemoglobina), vejam:
- paO2 de 100 mmHg ---- Sat. de 97,5% Para uma variação na paO2 de 30 mmHg, temos uma variação na
saturação de somente4,8%.
- paO2 de 70 mmHg ----- Sat. de 92,7%
Este comportamento da Hemoglobina de variar muito pouco a sua saturação mesmo diante de grandes variações da paO2 no seu segmento horizontal, constitui uma das maiores proteções contra a hipoxia (raciocinar em termos de conteúdo de Oxigênio do sangue arterial - veja a frente.

b) Parte...
tracking img