Os impasses da teoria do desencadeamento na clínica das psicoses da criança

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2412 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1


Os impasses da teoria do desencadeamento na clínica das psicoses da criança


Suzana Faleiro Barroso

Introdução

O desencadeamento de uma psicose assumiu na teoria e na clínica lacaniana uma importância decisiva do ponto de vista do diagnóstico e da direção do tratamento. Primeiramente, porque o desencadeamento explica os fenômenos clínicos característicos do início de uma psicose,cuja lógica implica também as soluções possíveis para o sujeito diante do sofrimento psicótico. A importância do desencadeamento se acentua no tanto que pode-se verificar que uma psicose desencadeada e uma pré-psicose implicam em quadros bem distintos do ponto de vista da abordagem clínica, sobretudo, no que diz respeito à inclusão do analista em cada um deles, ao seu lugar e às suasintervenções.
No entanto, veremos como a clínica das psicoses da criança, ao colocar em questão a pertinência da teoria do desencadeamento significa também uma demonstração patente da afirmação de Lacan quanto à singularidade da psicose infantil: “a psicose não é estrutural, de jeito nenhum, da mesma maneira na criança e no adulto” (LACAN, 1955/1985, p. 134).

O desencadeamento enquanto um conceito daclínica estrutural

A noção de desencadeamento é tributária da teoria lacaniana das psicoses no tempo do retorno a Freud, quando a paranóia constituiu a referência maior da investigação dos fenômenos clínicos da psicose devido à afinidade de seus sistemas delirantes com o sintoma estruturado como linguagem e com o próprio método interpretativo da psicanálise. Esse tipo clínico serviu, pois, de modelo aLacan para o estudo do mecanismo da foraclusão, da teoria do desencadeamento e da estabilização delirante, com base na hipótese da causalidade significante da psicose, a saber, a foraclusão do Nome do Pai. A concepção estrita do desencadeamento indica o início de uma psicose, quando “o Nome do Pai verworfen, isto é, jamais advindo no lugar do Outro, seja ali invocado em oposição simbólica aosujeito” (LACAN, 1957-58/1998, p.584), re-aparecendo alucinatoriamente no real. As conjunturas diversas do desencadeamento podem ser reunidas numa fórmula, a saber, o encontro com “um pai real, não forçosamente, em absoluto, o pai do sujeito, mas Um-pai” (LACAN, 1957-58/1998, p. 584). Um pai surge no real quando algum personagem de figura paterna se impõe em posição terceira, fazendo uma triangulaçãonuma relação que tenha anteriormente por base o par imaginário a-a’. Ali onde o sujeito espera contar com o Nome do Pai, promotor da significação fálica no campo do Outro, como condição de simbolização do real traumático, ele encontra sua ausência, um vazio enigmático e a intrusão de um gozo fora de qualquer racionalidade. Conseqüentemente, o que se produz é a “cascata dos remanejamentos dosignificante de onde procede ao desastre crescente do imaginário até que seja atingido o nível onde significante e significado se estabilizam na metáfora delirante” (LACAN, 1957-58/1998, p. 584).
Ao supor uma descontinuidade entre a eclosão da psicose e o tempo anterior a sua manifestação, o conceito de desencadeamento supõe a ausência de uma pré-história da psicose, pois, ao contrário da neurose e deseus fundamentos infantis, a psicose não obedece à lógica significante do a posteriori correlativa à estrutura do inconsciente freudiano. Segundo a abordagem estrutural do Édipo, organizada pelo binarismo significante característico da metáfora paterna, podemos repartir os fenômenos clínicos da psicose conforme duas referências decorrentes do fracasso da metáfora paterna, a saber, o que no esquemaI do texto “De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose” (1958) Lacan designou por P0 e f0, respectivamente, foraclusão do Nome do Pai e elisão da significação fálica. As alucinações, as alterações de linguagem (eco do pensamento, diferentes formas de automatismo mental), os fenômenos de pensamento e palavras impostos estão correlacionados à foraclusão do nome do Pai,...
tracking img