Os impactos socioambientais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL
UNINTER

ELOISE TEIXEIRA CARDOSO,
JADER RAFAEL FRIGO PINTO,
SIMONE APARECIDA DO PRADO,
TATIANA PATRICIA BORGES,





USINA HIDRELÉTRICA GOVERNADOR JOSÉ RICHA – HISTÓRICO DA CONSTRUÇÃO E SEUS IMPACTOS SÓCIOAMBIENTAIS













CAPITÃO LEÔNIDAS MARQUES
2014
CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL
UNINTER

ELOISE TEIXEIRACARDOSO,
JADER RAFAEL FRIGO PINTO,
SIMONE APARECIDA DO PRADO,
TATIANA PATRICIA BORGES,





UTA - HISTORICIDADE – FASE I

Trabalho de História apresentado a UTA – Historicidade – fase I, no curso de Pedagogia no Centro Universitário Uninter.
Tutor Local: Simone Teresinha Soares Pinto.
Centro Associado Capitão Leônidas Marques.












CAPITÃO LEÔNIDASMARQUES
2014
INTRODUÇÃO

Este presente trabalho tem como finalidade apresentar o histórico da construção, estrutura e as características da Usina Hidrelétrica Governador José Richa, mais conhecida como Salto Caxias, bem como também os impactos socioambientais negativos e positivos para a sociedade como um todo.
É de suma importância que se ênfase a este estudo, pois por meio de pesquisas e relatosé que foi possível entender e compreender melhor sobre o assunto.
Ao pesquisar sobre a sua construção pode-se perceptivelmente ver que ocorreram varias transformações, segundo a Companhia Paranaense de Energia (COPEL), a usina de Salto Caxias, foi projetada e executada dentro da legalidade. Entretanto, por mais que se tenham seguido normas e leis, os impactos socioambientais são visíveis.
NoParaná diversas usinas foram construídas nos últimos trinta anos, e uma delas é a usina Salto Caxias. A Usina foi construída numa região marcada pela história de conflitos envolvendo a posse da terra.
Essas questões só foram resolvidas no final da década de 80, quando começa então uma nova luta: a de um ressarcimento justo, novamente pela posse de terras, só que desta vez pela sua perda a partirda construção da usina. Ela é a usina mais importante das operadas pela COPEL, possuindo uma capacidade de 1.240 MW, sendo situada no rio Iguaçu.












LOCALIZAÇÃO
 
A Usina Hidrelétrica Governador José Richa (UHE GJR) - originalmente batizada como Salto Caxias - está localizada 520 km a oeste de Curitiba, no trecho denominado Baixo Rio Iguaçu, na divisa dos municípios deCapitão Leônidas Marques (margem direita) e Nova Prata do Iguaçu (margem esquerda).

A Usina Hidrelétrica Governador José Richa, mais conhecida como Usina hidrelétrica de Salto Caxias é uma usina hidrelétrica brasileira construída no trecho final do Rio Iguaçu, entre os municípios de Capitão Leônidas Marques e Nova Prata do Iguaçu, distantes cerca de 400 quilômetros da capital Curitiba, no estadodo Paraná. Foi inaugurada no dia 26 de março de 1999 e teve um custo final de R$ 1 bilhão. Possui uma capacidade de 1.240 MW de potência instalada, suficiente para abastecer uma cidade de 4 milhões de habitantes e assegurando ao Estado o fornecimento de energia vital para novos planos de expansão industrial. Foi a primeira usina brasileira a seguir toda a legislação ambiental e a primeira a terindenizado todas as propriedades um ano antes de formar o seu reservatório.

A CONSTRUÇÃO

Estudos iniciais previram a construção de duas usinas: Salto Caxias Baixo e Cruzeiro. Contudo, em 1978, a Copel realizou uma reavaliação, concluindo ser economicamente mais vantajoso o aproveitamento do trecho Salto Osório / Salto Caxias em uma única usina / Salto Caxias Alto, englobando o projeto Cruzeiroe eliminando a Usina Julio de Mesquita Filho, na foz do Rio Chopim. Depois de muitos estudos, as obras de construção da usina se iniciaram. A construção da hidrelétrica teve início em janeiro de 1995 e sua primeira unidade geradora começou há operar quatro anos mais tarde, em fevereiro de 1999. A última das quatro unidades geradoras entrou em funcionamento oito meses depois, em outubro daquele...
tracking img