Os donos do poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 1297 (324189 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Donos do Poder

http://groups.google.com.br/group/digitalsource

Outras obras do autor: Machado de Assis: A Pirâmide e o Trapézio / Existe um Pensamento Político Brasileiro?

Raymundo Faoro Os D o n o s d o P o d e r
FORMAÇÃO POLÍTICO DO PATRONATO BRASILEIRO

3. a edição, revista, 2001

GLOBO

À Maria Pompéa

Nicht nur der Vernunft von Jahrtausenden — auch ihr Wahnsinnbricht an uns aus. Gefãhrlich ist es, Erbe zu sein.

SUMÁRIO
Prefácio à Segunda Edição Capítulo I ORIGEM DO ESTADO PORTUGUÊS 1. A guerra, o fundamento da ascendência dos reis. As bases da monarquia patrimonial; as contribuições e os concelhos 2. Os fundamentos ideológicos da monarquia: o direito romano 3. O Estado patrimonial e o Estado feudal Capítulo II A REVOLUÇÃO PORTUGUESA 1. Preliminares darevolução de 1383-85: a nobreza, a burguesia e dom Fernando 2. A Revolução de Avis: vitória da burguesia sob a tutela do rei 3. O estamento: camada que comanda a economia, junto ao rei 4. Da aventura ultramarina ao capitalismo de Estado 5. A ideologia do estamento: mercantilismo, ciência e direito C a pí t ul o I I I O CONGELAMENTO DO ESTAMENTO BUROCRÁTICO 1. A cidade comercial: a corte barroca eo funcionário 2. O congelamento e a paralisia do Estado barroco 3. Elite e estamento C a p í t u l o IV O BRASIL ATÉ O GOVERNO-GERAL 1. A invenção edênica da América 2. A integração da conquista no comércio europeu 3. Colonização como prolongamento do sistema de feitorias 4. A colonização: regime político e administrativo das capitanias. Vínculos da colônia com a metrópole 5. A distribuição deterras: mudança do sentido da sesmaria, com o predomínio do conteúdo dominial sobre o administrativo 6. O chamado feudalismo brasileiro CapítuloV A OBRA DA CENTRALIZAÇÃO COLONIAL 1. O governo-geral: causas de sua criação 2. Os municípios e a centralização 3. Os colonos e os caudilhos: a conquista do sertão

C a p í t u l o VI TRAÇOS GERAIS DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA, SOCIAL, ECONÔMICA EFINANCEIRA DA COLÔNIA 1. A administração e o cargo público 2 . O espectro político e administrativo da metrópole e da colônia 3. As classes: transformações e conflitos 4. A apropriação de rendas: o pacto colonial, monopólios, privilégios e tributos Capítulo V I I OS PRÓDROMOS DA INDEPENDÊNCIA I. A vida rural do começo do século XIX: a autarquia agrícola 2. A transmigração e a frustrada reorganizaçãopolítica administrativa 3. O dissídio e a transação Capítulo V I I I AS DIRETRIZES DA INDEPENDÊNCIA 1. A tentativa de reorganização política do país independente 2. O Poder Moderador e a luta parlamentar 3. O sistema político do 7 de abril 4. As reformas do 7 de abril: a descentralização C a p í t u l o IX A REAÇÃO CENTRALIZADORA E MONÁRQUICA 1. A reorganização da autoridade: a conciliação geográfica ea reação centralizadora 2. As bases econômicas da centralização 3. Os fundamentos legais da centralização monárquica Capítulo X O SISTEMA POLÍTICO DO SEGUNDO REINADO 1. O modelo francês e o inglês 2. O parlamentarismo e o Poder Moderador 3. A representação do povo: as eleições 4. O estamento burocrático Capítulo XI A DIREÇÃO DA ECONOMICA NO SEGUNDO REINADO 1. Economia dependente, sob a orientaçãodo Tesouro 2. O regime de terras, o agricultor e o comissário 3. O centro estatal do crédito: o dinheiro e as emissões 4. O político e o especulador

e

Capítulo X I I O RENASCIMENTO LIBERAL E A REPÚBLICA 1. Do liberalismo à propaganda republicana 2. A fazenda sem escravos e a República 3. O Exército na monarquia e sua conversão republicana Capítulo XIII AS TENDÊNCIAS INTERNAS DA REPÚBLICAVELHA 1. Liberalismo econômico e diretrizes econômicas do período republicano 2. O militar e o militarismo 3. A transição para o federalismo hegemônico: a política dos governadores Capítulo XIV REPÚBLICA VELHA: OS FUNDAMENTOS POLÍTICOS 1. A força e a fragilidade da política dos governadores. O consulado de Pinheiro Machado 2. A ordem e a contestação. O novo presidencialismo 3. O sistema...
tracking img