Os bestializados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1639 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE ESTACIO DE SÁ – CÂMARA CASCUDO
CURSO: BACHARELADO EM DIREITO



FICHAMENTO DO LIVRO
OS BESTIALIZADOS

NATAL/2012

OS BESTIALIZADOS

Cap. 1.
Todas as feições mais marcantes da sociedade brasileira contemporânea se definiram com nitidez cristalina nos dois primeiros decênios do período republicano.
Aristides Lobo, o propagandista da República, manifestou seudesapontamento com a maneira pela qual foi proclamado novo regime. Segundo ele, o povo, que pelo ideário republicano deveria ter sido protagonista dos acontecimentos, assistir a tudo bestializados, sem compreender o que se passava. Há verdades contraditórias, mas o fato é que três dias após a Proclamação da Republica este observador já tenha percebido e confessado o pecado original do novo regime.
Um sábiofrancês, residente no Brasil, Louis Couty concluiu ao analisar a situação sóciopolítica, em uma só frase: "O Brasil não tem povo". Seus olhos não conseguiam ver no Brasil aquela população ativa e organizada a que estava acostumado em seu país de origem.
Este livro analisa a fase inicial de consolidação do novo regime até o final do governo de Rodrigues Alves.
Como a maior cidade e acapital do país, Rio de Janeiro não podia deixar de sentir com mais intensidade do que as outras cidades, as mudanças que vinham fermentando durante os últimos anos do Império e que culminaram na abolição da escravidão e na Proclamação da República.
Na década que precedeu a República apresentou o maior crescimento populacional relativo à imigração de estrangeiros, a maioria do sexo masculino, com o acumulo depessoas em ocupações mal remuneradas ou sem ocupação fixa, por isso a cidade do Rio de Janeiro ficou cheia de "gatunos e malfeitores" de todas as espécies, já sendo notável o número de menores abandonados.
O aumento do custo de vida era agravado pela imigração, maior oferta de mão-de-obra e luta pelo emprego; essa situação aumentou o movimento jacobino que começou no governo de Floriano Peixoto efoi até a presidência de Prudente de Morais (1898).
A reação negativa da população negra à República houve antes da proclamação, através da Guarda Negra organizada por Josédo Patrocínio.
Como governar o país por cima do tumulto das multidões agitadas da capital? O Rio podia ser caixa de ressonância, mas não tinha força política própria por causa dos conflitos internos.

Cap. 2.
Já ficouregistrada que o fim do império e o inicio da republica foi uma época caracterizada por grandes movimentos de idéias, (mal absorvida) aliás geralmente importadas da Europa.Às vezes mal absorvidas resultando em confusão ideológica.
Segundo o republicano Raul Pompéia agora é "pão, pão, queijo. Dinheiro é dinheiro".Todos se ocupam de negócios e até a política é dominada pelas finanças.
Houve mudançasno campo da mentalidade coletiva:
ei de terras de 1850 liberara a propriedade rural para regular o registro e promover sua venda como mecanismo de levantamento de recursos para a importação de mão-de-obra.
Lei de sociedade Anônimas de 1882 libera o capital, eliminando restrições e corporações de empresas.
Lei da Abolição da escravidão libera o trabalho.A liberdade de manifestação de pensamento,de reunião, de profissão, garantia de propriedade,tudo isso era parte da Constituição de 1824.No que se refere a direitos civis e políticos pouco foi acrescentado pela Constituição de 1891.
O primeiro jornal anarquista do Rio parece ter sido "O Despertado" de José Sarmento publicado em 1898.A seguir vieram O Protesto(1899), O Golpe(1900) a revista Asgarda (1902), O Libertário(1904).
Nocontratual ismo rousseauniano, os dois aspectos, o instrumental e o afetivo, não se separavam, o que levava Rousseau afirmar que nenhum Estado poderia ser muito grande, pois isso inviabilizaria a participação comunitária.
Os anarquista negavam a idéia de pátria, por isso o governo brasileiro adotou medida de expulsão aos estrangeiros, modelo copiado da Europa.A lei de expulsão foi aprovada em janeiro...
tracking img