Os 20 anos do sus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1815 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUS – 20 ANOS: ¨UMA RETROSPECTIVA ATÉ O PACTO PELA SAÚDE¨

Departamento de Saúde Coletiva – UNOESTE – 2.008
Elaborado pela Profª Ana Teresa S. Maia de Araújo


1. ANTES DE 1988

A SAÚDE PÚBLICA era baseada em políticas ¨campanhistas¨ que cessavam tão logo eram controladas as epidemias.
O modelo de saúde vigente até então era centralizado, sem integralidade euniversalidade. Era mais um ¨Sistema de Doenças¨
A Assistência de Saúde era caracterizada pela ineficiência e pela privatização dos serviços de saúde (herança previdenciária), que eram essencialmente hospitalocêntricos e centrados no consumo de consultas médicas, nos exames complementares e na medicalização.
Haviam duas lógicas vigentes:

1. LÓGICA: ¨ DO TEM DIREITO QUEM CONTRIBUI¨ queprestava assistência aos que tinham SEGURO SOCIAL e PLANOS DE SAÚDE (40 milhões).

2. LÓGICA: ¨DA CARIDADE¨ que prestava assistência ao restante da população através de ESMOLAS, MISERICÓRDIA e SETOR PÚBLICO INEFICIENTE (80 milhões).


2. EM 1988:

Criação do SUS: Nova Lógica da Saúde:

Art. 196 DA C.F.: “ SAÚDE É UM DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO“

Com a criação do SUS houve uma mudançade conceitos: MUDANÇA DE PARADIGMA

• CONCEITO DE SEGURO (COBERTURA AO CONTRIBUINTE DIRETO)
• CONCEITO DE SEGURIDADE SOCIAL (COBERTURA AO CIDADÃO)


PREMISSAS BÁSICAS DO SUS:


• acesso universal;
• descentralização da gestão;
• integralidade da assistência;
• equidade da assistência e
• controle social da saúde.






3. 20 ANOS DEPOIS OQUE MUDOU...


• ¨... A partir de 1988, da noite para o dia, cerca de 80 milhões de brasileiros passaram a ter direito à saúde e isso teve um impacto brutal...¨
• O SUS introduziu no cenário nacional ¨o conceito ampliado de saúde¨, mais centrado na ¨qualidade de vida¨, que não mais encara a saúde como ¨ausência de doença¨. E para que esta transformação ocorresse foi necessário reverantigos conceitos de saúde, de serviços de saúde e de sociedade.
• Hoje o SUS tem o desafio de enfrentar novos e velhos problemas de atenção à saúde, exigindo de seus gestores constantes mudanças.




4. O CAMINHO PERCORRIDO...


¨...Não tem sido fácil nem simples, enfrenta obstáculos de toda a ordem, e apesar disto experiências bem sucedidas têm sido testemunhadas...¨[pic]


¨ Sistema de Saúde nenhum do mundo é perfeito, e mesmo nos mais conceituados, sempre, os seus usuários parecem querer mais do que o sistema oferece, ou seja, é normal que a clientela sempre queira mais e melhores cuidados. E a sensação permanente que se tem, é a de que sempre falta dinheiro para atender a tão grande demanda. ¨Tachinardi e Loturco


¨{...} A evolução tecnológica da medicina, torna a saúde cada vez mais dispendiosa, exigindo mais e mais recursos. O Brasil, assim como boa parte do mundo, vive essa era do ¨consumismo em saúde ¨, marcada pela aspiração pelos novos medicamentos, novos exames e terapias que surgem a cada momento e que fizeram osgastos em saúde nos países desenvolvidos saltarem assustadoramente {...}.¨
Marcos Bosi Ferraz


5. ALGUMAS PEDRAS NO CAMINHO DO SUS


• ABRANGÊNCIA GRANDE: é o Sistema de Saúde mais abrangente do mundo (maior população coberta);
• SUBFINANCIAMENTO CRÔNICO: gasta cerca de 1 real por dia por pessoa para manter o sistema público de saúde. Os Estados Unidos gastam o equivalente a34 reais por dia;
• POUCA EFICIÊNCIA: tanto no tocante a prevenção de algumas doenças, quanto no tratamento de outras;
• SUBOFERTA DE SERVIÇOS: a expansão significativa dos serviços prestados, particularmente na atenção primária, não impediu que ainda existam no SUS contingentes importantes desassistidos, demanda reprimida elevada e expulsão da classe média para planos privados de...
tracking img