Os 18 brumarios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os 18 Brumários.

Lendo o prefácio de “Para a crítica da economia política” ¹ algo perturbou-me a alma de uma forma tal que neste que escrevo minha pretensão vai bem mais além o que meu aprofundamento no tema. Tendo como base para este trabalho material tão complexo quanto fascinante, ousarei esboçar uma interpretação de certos períodos históricos brasileiros sob o foco do materialismohistórico, tentando desta maneira relacioná-los tanto em períodos como também pontos de vista com trechos da história política francesa expressados brilhantemente por Marx em “O 18 brumário de Luís Bonaparte” e “As lutas de classe na França de 1848 a 1850” e outros textos que conforme aparecerão citarei.
Como dito no parágrafo anterior a leitura do prefácio de “Para a crítica da economia política” de 1859proporcionou-me certo incômodo: a clareza com que Marx coloca a questão do modo de produção condicionando o processo geral de vida social e ainda “não é a consciência dos homens que determina o seu ser, mas, ao contrário é o seu ser social que determina sua consciência”². Tal incômodo consiste em não conseguir olhar a história, sobretudo a brasileira como meros acontecimentos acumulados emenciclopédias retratando apenas fatos aparentes, sem porquês e sem uma causalidade propulsora evidente.
O interesse de classe existente por detrás dos discursos e partidos políticos na França dos séculos XVIII e XIX também podem ser percebidos, como é o intuito do deste, na sociedade brasileira. Em 1789 insurgia na França a revolução, no Brasil, neste, mesmo ano, tínhamos a inconfidência mineira. NaFrança como escreve Hobsbawm³ fatores econômicos sociais e políticos colaboraram para que um espírito revolucionário se instaurasse em tal país. Já do outro lado do Atlântico fatores semelhantes colaboravam para a inconfidência mineira, por exemplo, os excessos cometidos pela administração portuguesa e a decadência da produção de ouro. Em ambos os casos é perceptível o interesse burguês, isto é, ointeresse de uma classe sendo colocado como um interesse nacional; não que isso não trouxesse certas melhorias de vida para a classe trabalhadora, mas a opressão sobre estes permaneceria imutável, ou seja, poucas mudanças de fato ocorreriam em suas vidas, bem pior seria no caso dos trabalhadores brasileiros que nesta época eram na sua maioria escravos.
Enquanto na França no final do século XVIIIos franceses derrubavam o absolutismo, principalmente após 1792 com a ascensão dos jacobinos, no Brasil a metrópole portuguesa ia esmagando qualquer foco revolucionário. Em 1799 Napoleão através do golpe de 18 Brumário tornou-se cônsul, e em 1802, cônsul vitalício, no Brasil em 1798 os trabalhadores, desta vez alfaiates e soldados, amargavam a derrota da inconfidência baiana. De um lado tinha-seNapoleão decretando o ‘bloqueio continental’ em 1806, ano que já era imperador, e de outro os brasileiros recebiam um presente de Bonaparte: a vinda da corte portuguesa para terras tupiniquins trazendo consigo planos para implantação de indústrias, uma biblioteca Real, a criação da casa da moeda o fim do pacto colonial, e também uma série de parasitas Reais, e dependência econômica com a Inglaterra.Enquanto Napoleão varria o feudalismo da Europa, nosso rei lusitano invadia a Província Cisplatina e a Guiana Francesa. Acontecimentos como estes não são relatados como interesses de uma classe econômica, mas sim interesses ‘nacionais’e por vezes até contados com certo ânimo heróico embalados por um fantasmagórico acalanto patriótico.
Dando um pequeno salto na história vamos para 1848, períodoem que na Europa ocorria uma série de revoluções, desta vez um povo ganhava voz, não uma voz qualquer, mas uma voz que ecoou nas repercussões da história: a classe trabalhadora que com seu canto socialista mudou a dança dos acontecimentos, porém, jamais cantou livremente para os seus, para estes o privilégio do baile era negado, o que de fato corroborou para que seu canto entoasse através de...
tracking img