Oncologia e autoestima

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3158 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO II DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

CLEONICE SANTANA DA SILVA
MÓDULO VI

Paulo Afonso - Ba
Outubro/ 2010

CLEONICE SANTANA DA SILVA

TRABALHO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO II DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL



Paulo Afonso -Ba
Outubro/ 2010

SUMÁRIO

1. PROJETO DE INTERVENÇÃO...................................................................04

2. RELATÓRIO DE CAMPO DE ESTÁGIO CURRICULAR II.........................12

3. RELATÓRIO DE SUPERVISÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR II...............16

4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS............................................................21

PROJETO DEINTERVENÇÃO

1. APRESENTAÇÃO

O referido projeto apresenta-se como uma proposta de melhoria da qualidade de vida, bem como o resgate da auto-estima dos pacientes de oncologia e nefrologia, que realizam tratamento na capital do estado da Bahia, Salvador, inseridos no Programa TFD, executado pela Secretaria Municipal de Saúde, onde é realizado triagem, controle e supervisão dos pacientes, através docontato direto com a assistente social e a equipe do TFD. O projeto busca intensificar e fazer ver que a família do paciente é responsável no trato com os mesmos, pois na maioria dos casos o paciente depende da família para realizar ou permanecer no tratamento.
Auto-estima se faz necessário para que o paciente tenha perseverança no tratamento e se auto-ajude, buscando e ao mesmo tempotestemunhando a sua vitória na luta contra o câncer. O tratamento do câncer, em muitos casos, é intenso e agressivo trazendo sensações de fadiga, náusea, perda do apetite, dor e depressão. O paciente sente-se fraco, com baixa auto-estima diante da sua situação. Durante o tratamento do câncer, o comportamento do paciente influência de forma significativa nos seus resultados. A situação psicológica negativacolabora com o aumento da sensação de dor e maior desconforto físico. Estudos indicam que quanto maior a auto-estima do paciente, maior será sua segurança e tranqüilidade, tornando o tratamento mais eficaz. Quando um paciente se depara com o diagnostico de câncer, ele se sente impotente, constrangido e acaba se isolando da sociedade, ou seja, esperando a morte chegar, assim está favorecendo quadrosdepressivos. Ao trazer de volta a auto-estima, a qualidade de vida melhora e o tratamento, por conseqüência, progride, se completa.
O projeto busca melhorar a qualidade de vida dos pacientes de oncologia e nefrologia, resgatando sua auto-estima, conhecendo seus anseios e suas necessidades, através de encontros semanais com conversa informal, visitas domiciliares, testemunhos de pacientes,palestras, passeios, comemoração de datas importantes do nosso calendário, como dia das mães, etc., dinâmica e recreação, promovendo a integração e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários para amenizar o sofrimento dos mesmos.

2. JUSTIFICATIVA

Diante do aumento significativo na área de oncologia e nefrologia, salientando que o nosso município infelizmente não dispõe de estrutura,equipamentos e profissionais habilitados para atender e acompanhar a demanda à referida patologia, se faz necessário o encaminhamento para o Tratamento Fora do Domicílio (TFD), instituído pela Portaria SAS/GM nº 55, de 24 de Setembro de 1999, da Secretaria de Assistência à Saúde (Ministério da Saúde), que consiste através do SUS (Sistema Único de Saúde), em garantir o encaminhamento do paciente parao tratamento médico a ser prestado em outra localidade, ou seja, em outro município ou Estado da Federação, quando esgotados todos os meios de tratamento na localidade de residência do mesmo e haja uma distância do município de referência de 50 Km para o local do tratamento.
Então o TFD consiste em uma ajuda de custo ao paciente e, em alguns casos ao acompanhante (se o médico da unidade...
tracking img