Ola ola ola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6216 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
aaaaaaaaaaaaaRESUMO
O objetivo deste artigo é expor e analisar conceitos de alfabetização e letramento apresentados por professoras de educação infantil. Pautando-nos em Soares (1998; 2004), concebemos alfabetização como processo de aprendizagem de habilidades necessárias aos atos de ler e escrever e letramento como estado ou condição do sujeito que incorpora práticas sociais de leitura eescrita. Assim entendidos, os termos alfabetização e letramento não são sinônimos. Trata-se de processos distintos que, contudo, ocorrem de forma indissociável e interdependente. Participaram da pesquisa professores, em sua maioria com formação em nível superior, que atuam em instituições públicas de educação infantil. A coleta dos dados empíricos foi realizada por meio de entrevistassemi-estruturadas. O conjunto das respostas, apresentadas sob a forma de excertos, permitiu-nos compreender a forma como os professores compreendem a relação entre os processos de alfabetização e letramento. Ao falar sobre alfabetização, nenhuma professora mencionou o processo de letramento. No entanto, ao revelarem como entendem o processo de letramento, a maioria relacionou-o à alfabetização,ora considerando-os sinônimos, ora confundindo um com o outro, ora percebendo diferenças entre ambos, mas não as delimitando com clareza. Em função do perfil dos sujeitos da pesquisa foi possível inferirmos acerca dos projetos curriculares dos cursos de Pedagogia, reconhecendo a necessidade de encontrarmos outro modelo de formação inicial e continuada. Defendemos que tal tarefarequer formação sistemática com grau de profundidade que permita compreender a relação entre os processos de alfabetização e letramento e políticas públicas comprometidas com esse tipo de formação.
Palavras-chave: Alfabetização. Letramento. Educação infantil. Formação de professores.















INTRODUÇÃO

Neste artigo, expomos e analisamosconceitos de alfabetização e letramento apresentados por professoras de educação infantil. Tais análises fazem parte de um estudo mais amplo que objetivou “investigar como os professores de educação infantil compreendem as orientações teóricas e metodológicas fornecidas pela produção bibliográfica voltada para esse nível de ensino sobre os processos de alfabetização eletramento” (LUCAS, 2009, p.16). Esse estudo foi motivado pela necessidade de entender a dificuldade encontrada por professoras do nível de ensino mencionado em justificar, teórica e metodologicamente, aos estagiários do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Maringá (UEM), as práticas de alfabetização e letramento por elas desenvolvidas. Essa situação nos instigou porque aconsiderávamos incompatível com o nível de formação de tais professoras.
Realizamos tal investigação subsidiados pelos pressupostos da teoria histórico-cultural. Assim, entendemos a educação como condição universal do desenvolvimento humano. Isso quer dizer que não podemos pensar o processo de humanização sem estabelecer uma relação imediata com a forma pela qual ocorre a transmissãocultural em uma dada sociedade. Na nossa, o caminho encontrado para tal tarefa foi via escola, instituição responsável por possibilitar a apropriação pelos alunos dos bens culturais produzidos pela humanidade.
Acreditamos que esse processo de apropriação da cultura não ocorre de forma direta, pois depende, fundamentalmente, de uma organização regida sob a responsabilidade doprofessor. Por isso, concebemos a mediação pedagógica como condição maior do trabalho docente, inclusive dos profissionais que atuam na educação infantil. Nessas condições, a prática pedagógica requer intencionalidade, no sentido de ter como referência o produto final de sua ação perante as crianças, e sistematicidade, compreendida como organização e sequenciação necessárias para que os...
tracking img