Obesidade infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (294 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Excesso de peso cresce nos últimos cinco anos

Proporção de adultos obesos subiu de 11,4% para 15%. Ministério da Saúde investe no estímulo à alimentação saudável e napromoção da atividade física

Levantamento do Ministério da Saúde mostra que quase metade da população adulta (48,1%) está acima do peso e 15% são obesos. Há cinco anos, aproporção era de 42,7% para excesso de peso e 11,4% para obesidade.

Os dados fazem parte da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por InquéritoTelefônico (Vigitel), que em 2010 entrevistou 54.339 adultos, nas 27 capitais. O Vigitel é realizado anualmente, desde 2006, pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Núcleo dePesquisa em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (NUPENS/USP).

Se for considerada somente a população masculina, mais da metade dos homens está acima do peso(52,1%). Entre as mulheres, a proporção é de 44,3%, com aumento significativo nos dois sexos. Em 2006, a pesquisa apontava excesso de peso em 47,2% dos homens e em 38,5% dasmulheres.

Deborah Malta, coordenadora de Vigilância de Agravos e Doenças Não Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, explica que oexpressivo crescimento no número de pessoas com sobrepeso e obesidade, em um curto período, é uma tendência mundial.

“A ocorrência do excesso de peso decorre do sedentarismo e depadrões alimentares inadequados. Essa é uma tendência mundial e o Brasil não está isolado. Ela é um reflexo do baixo consumo de alimentos saudáveis como frutas, legumes everduras e do uso em excesso de produtos industrializados com elevado teor de calorias, como gorduras e açúcares, além de baixos níveis de atividade física”, afirma Deborah Malta.
tracking img