Obama x mccain

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4754 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Obama x McCain: os caminhos da política externa norte-americana

Neste artigo analisaremos os programas de política externa propostos pelos candidatos à presidência dos EUA. Iremos, nesse sentido, comparar as propostas de Barack Obama e John McCain tendo em vista o legado neoconservador de George W. Bush e observação das questões-chaves, como a relação com potências rivais, Organizações eTratados Internacionais, terrorismo e Estados inimigos. Pretendemos enfocar ainda o futuro do Iraque e do Oriente
Médio e a posição com relação à liderança americana entre seus aliados.

A herança de George W. Bush

Quando George W. Bush foi eleito em 2000 os EUA já rumavam ao conservadorismo, guinada que se iniciou com a vitória republicana nas eleições de 1994 para o Congresso. Com osatentados de 11 de setembro de 2001 as condições se tornaram ainda mais favoráveis para que

Rafael Heynemann Seabra é economista pela UFRJ e mestre em Relações Internacionais pela UFF, onde lecionou e defendeu a dissertação “George W. Bush e a Coalizão Conservadora: da política externa após os atentados de 11 de setembro de 2001 ao Patriot Act”. setores da direita radical norte-americana, presentesna coalizão de Bush, especialmente os neoconservadores, atuassem de forma decisiva.

Este grupo influiu no deslocamento da política externa para uma combinação de militarismo, unilateralismo e ataques preventivos, associada à defesa dos valores norte-americanos e de sua difusão pelo mundo como algo vital aos interesses do país e como solução para estabilizar regiões conturbadas (Eisendrath& Goodman, 2004).

A reação americana não tardou e a rápida vitória obtida contra o regime Talibã no Afeganistão1
indicou que os EUA poderiam derrubar Saddam Hussein com relativa facilidade. O caráter estratégico do Iraque e da própria região do Oriente Médio permitiu uma conjunção de
interesses favoráveis à mudança do regime que governava este país, e os neoconservadores puderam valer-sede sua crescente influência na administração de George W. Bush
para que esta se desse segundo sua perspectiva.

O governo utilizou o medo e o patriotismo, acompanhados de um aumento no sentimento de desconfiança que um mundo perigoso provocava nos americanos. A guerra preventiva foi adotada como princípio da política externa, devendo os EUA se antecipar às ameaças antes
que estas os tomassemde surpresa (NSS2002).

16
CARTA INTERNACIONAL JUNHO 2008

Os neocons tinham agora o contexto ideal para promover sua perspectiva fortemente ideológica do interesse nacional norte-americano: a defesa da democracia liberal como objetivo primordial da política externa dos EUA e única forma verdadeira de estabilizar regiões complexas
como o Oriente Médio, adequando-as aos interessesnorte-americanos (Kristol & Kagan, 2004).

Apesar da visão otimista quanto ao sucesso de suas iniciativas, os resultados negativos das políticas adotadas tornaram-se claros. A realidade da Guerra do Iraque mostrou-
se muito distante do sonho neoconservador. Longe de constituir o ponto de partida para a formação de democracias pró-americanas na região, provocou uma forte desagregação da sociedadee do país em conflitos étnico-religiosos que refletem tensões que antes eram controladas – com brutalidade – por Saddam Hussein. O caos no Iraque favoreceu ainda o terrorismo internacional que passou a atuar fortemente no país.

Entre os efeitos desestabilizadores da Guerra do Iraque, destacamos também seus desdobramentos em relação ao Irã. Com a queda de Saddam e a desordem no Iraque, o
Irãse direciona para ampliar sua influência na região. A retórica do presidente Mahmoud Ahmadinejad indica a estratégia de elevar o status regional do país pela disseminação
da ideologia anti-ocidental nos moldes da revolução islâmica Nesse sentido, o programa nuclear iraniano representa um foco de grande preocupação para os EUA pela possibilidade do regime combinar armas de destruição em massa,...
tracking img