Nova ortografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nova ortografia







































































































-----------------------
SISTEMA DE ENSINO SER 07/10/09
FORMAÇÃO INTELIGENTE – ABRIL EDUCAÇÃO
PALESTRA PROFESSOR PASQUELE

REFORMA ORTOGRÁFICA

✓ Acordoortográfico / reforma ortográfica – ortografia (sistema da gramática) não tem a ver com língua (sistema falado).
✓ Dar-se o verbo evoluir e não mudar a língua;
✓ Honestidade não é um adjetivo;
✓ Não diga novas regras gramaticais;
✓ Grafia é uma convenção
✓ Padronização gráfica demorou para acontecer (grafia etimológica origem da palavra);
✓ Abismo com h e cientista com sc, antigamenteusava-se essa grafia (havendo uma reforma ortográfica em 1911e tudo mudou);
✓ O Brasil tira o c e o p e Portugal deixa. Ex.: contacto, baptismo etc; (começa a advergência, duas grafias);
✓ Berinjela (Brasil) e beringela (Portugal) > 1941/1943 reformas (1971 tirou-se o acento circunflexo);
✓ Antigamente chinesa era com z;
✓ É mais fácil a garrafa pet se degradar do que a reforma ortográficaser digerida;
✓ O Brasil cedeu para Portugal e Portugal para o Brasil e Portugal colocou em vigor os tremas e outros (O Brasil usou o trema); Em 1976 unir as grafias;
✓ A diferença gráfica dificulta a evolução da língua portuguesa;
✓ Pasquale não concorda com a nova reforma;
✓ 1986- uni-se representantes (negociadores) de Cabo Verde, discutiram, fizeram um texto e as proparoxítonas perderamacento, paroxítonas e não foi aceito;
✓ 16/12/1990- foi finalizado esse trabalho (foram os negociadores) foram feitas as novas regras 01/01/1994 para se efetivar a nova reforma e que cada país teria de levar ao legislativo, ninguém mandou para Lisboa em abril de 1995 para voto;
✓ 1997- CPLP (Comunidade de Países da Língua Portuguesa) – ver o estatuto, hoje são oito integrantes, os trêsprimeiros votos valiam;
✓ 2007- suspeitas para não ter dado certo: o português não é língua oficial da ONU por ter duas grafias, sendo assim o Brasil não conseguiu ter uma cadeira na ONU;
✓ Cabo Verde, São Tomé Príncipe, o Brasil chamou e eles assinaram;
✓ 2007- o Brasil deu (iria entrar em vigor em 2000) o vexame de falar que o acordo estava assinado, esqueceram de Portugal e foi cancelado;
✓2008- votação no congresso de Portugal e aprovam os atos e o terceiro de regulamentação. Mas não foi totalmente aprovado pelos portugueses e empacou novamente.


✓ O Brasil atropelou todos os processos sem ter entrado em vigor as leis e Portugal ainda não aprovou. Os africanos só colocarão em vigor se Portugal assinar e Timor Leste não colocou, nem Cabo Verde. Moçambique aceitou;
✓ 29/09/2008-a lei da reforma entra em vigor (01/01/2009 a 31/12/2012) são quatro anos;
✓ De acordo com Pasquale as duas formas valem pela lei;
✓ O nome é acordo ortográfico, mas por enquanto que não foi resolvido nada, é uma reforma ortográfica;
✓ Livro didático não pode passar de seis anos;
✓ Essencialmente são três mudanças: Alfabeto ( três letras em 1943 foram expulsas pela reforma e voltaram K, We Y); Acentuação (não há acréscimo, apenas eliminação. Só houve queda vêem- veem / dêem- deem / lêem- leem / vôo- voo) e Hífem;
✓ Em 1971 perguntavam se você tem acento e é obvio que sim, sempre terá;
✓ Têm apenas com acento se estiver no plural;
✓ Idéia- ideia (éi/ei – ói/oi)
✓ O acento morreu nas paroxítonas e continua na oxítonas;
✓ Paroxítonas terminadas em r tem acento (continua)“destróier”;
✓ Hiatos na palavra que separa a vogal, ele não é o fato de uma vogal ficar sozinha na sílaba (ca-ir é hiato) separação de vogais, (fei-u-ra, não há hiato e sim dois ditongos), (ba-i-ú-ca – baiúca – para as paroxítonas sim, oxítonas não);
✓ Só se for paroxítona oxítona não;
✓ Trema – morreu, muda a grafia, a pronúncia não muda;
✓ Diferenciais acentos: pára, pêra, pólo, pêlo,...
tracking img