Nocao de cidadania e poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1766 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE
Laureate International Universities
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO



LORENA MACAMBIRA DE CARVALHO






A NOCÃO DE CIDADANIA E PODER















MANAUS
2012

LORENA MACAMBIRA DE CARVALHO









A NOCÃO DE CIDADANIA E PODERTrabalho acadêmico apresentado ao Centro Universitário do Norte, Curso de Administração na disciplina Comportamento Organizacional, para a obtenção de nota parcial bimestral.

Professora: Juliana.







Trabalho acadêmico apresentado ao Centro Universitário do Norte, Curso de Administração na disciplina Comportamento Organizacional, paraa obtenção de nota parcial bimestral.

Professora: Juliana.


















MANAUS
2012
1.INTRODUÇÃO
No nível em que se encontra o desenvolvimento institucional brasileiro, a cidadania é um conceito incompreensível e distante para a maioria da população, visto ser ela conscientemente excluída dos centros decisórios. O que há na verdade é umacidadania passiva, que não se imiscui nos assuntos públicos e que se mostra orientada por escolhas das quais não participa.

Desta maneira, a proposta central deste trabalho é dissertar sobre os tipos de poder, os tipos de conformidades relacionados aos tipos de poder e sua influência na sociedade, bem como demonstrar que em um contexto historicamente excludente como o nosso, o papel desempenhadopelo cidadão só poderá ser claramente compreendido se tivermos como referencial teórico a interdisciplinariedade.
Vale dizer, buscam-se novas formas de pensar a efetivação real da cidadania, haja visto que apesar de ser esta um dos fundamentos de nosso Estado Democrático de Direito (CF: art. 1o, inc.II), continua tendo muito mais um valor nominal, fazendo-se mister uma esfera pública onde aspessoas, individualmente consideradas, atuem como verdadeiros cidadãos.
Parte-se, portanto, da idéia de que é atualmente impossível entendermos qualquer tema de modo particular, pois nenhuma área científica consegue resolver todos os questionamentos isoladamente. E é justamente por isso que o presente estudo não tem uma linguagem única, utilizando-se de conceitos e resultados advindos dos diversoscampos do saber, permitindo deste modo uma integração ou convergência positiva das inúmeras disciplinas existentes.
De uma maneira geral, poder é a capacidade de se conseguir o que quer. Olhando do ponto de vista organizacional/institucional, geralmente o poder se consegue com: coerção, recompensa, referência, especialidade e especialização.
Os poderes: coercitivos e recompensa, apenas geram umaobediência, “fria” e as vezes revoltantes.
Já os poderes: legítimo, especialização e referencia, geram uma livre espontânea obediência das pessoas para o exercício da atividade.
Relacionando os tipos de poder e suas respostas, nas instituições organizacionais observaremos que estas também são aplicadas na sociedade de modo geral.

2. CIDADANIA
É o conjunto de direitos e deveres ao qual umindivíduo está sujeito em relação à sociedade em que vive. O conceito de cidadania tem origem na Grécia clássica, sendo usado então para designar os direitos relativos ao cidadão, ou seja, o indivíduo que vivia na cidade e ali participava ativamente dos negócios e das decisões políticas. Cidadania, pressupunha, portanto, todas as implicações decorrentes de uma vida em sociedade.
Ao longo da história,o conceito de cidadania foi ampliado, passando a englobar um conjunto de valores sociais que determinam o conjunto de deveres e direitos de um cidadão "Cidadania: direito de ter direito".
A história da cidadania confunde-se em muito com a história das lutas pelos direitos humanos. A cidadania esteve e está em permanente construção; é um referencial de conquista da humanidade, através daqueles...
tracking img