Neuroterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2159 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Neurotepaia

Enfermagem; a linda arte do cuidar.

Neuroterapia

A ginástica para o cérebro, chamada cientificamente de neuroterapia, é tão importante quanto à ginástica para o corpo, e segundo especialistas ela serve para evitar distrações, melhorar a memória e favorecer o aprendizado.
Fazer diariamente a ginástica para o cérebro é uma excelente forma de manter a saúde mental e evitar aperdas de preciosos neurônios. Alguns exemplos de exercícios para o cérebro são:
Tomar banho de olhos fechados: Não abra os olhos nem para abrir a torneira, nem para pegar o xampu na prateleira. Faça todo o ritual do banho de olhos bem fechados.
Este exercício serve para potencializar a área do cérebro responsável pelas sensações táteis.
Decore a lista de compras do supermercado: Pode-se pensarnas diversas sessões do mercado ou fazer a lista mentalmente com base naquilo que precisa para o café da manhã, almoço ou jantar. Seja qual for a técnica escolhida, ela será bem aceite.
Este exercício serve para desenvolver e ajustar a memória.
Escove os dentes com a mão esquerda: Deverá usar músculos que são pouco utilizados, criando novas conexões cerebrais.
Este exercício serve para deixar oindivíduo mais ágil  e mais inteligente.
Siga caminhos diferentes para ir para casa, para o trabalho ou para a escola: Assim o cérebro terá que memorizar novas paisagens, sons e cheiros.
Este exercício serve para ativar diversas áreas do cérebro ao mesmo tempo favorecendo todas as conexões cerebrais.
Estes exercícios favorecem as conexões cerebrais mantendo o cérebro ativo por mais tempo, o quepode resultar num rejuvenescimento cerebral.
Técnicas e Exercícios para Memória

A memória refere-se à capacidade que o nosso cérebro tem de reter e evocar informação acerca de nós e do mundo que nos rodeia. Existem várias formas de classificar os tipos de memória. Em função do tempo, a memória divide-se em memória imediata ou de trabalho, memória recente e memória remota. A memória imediatapermite reter a informação por um período curto de tempo (apenas alguns minutos), passado o qual a informação se esquece se não for repetida. A memória recente é mais duradoura (minutos a anos) e é a que nos permite recordar um acontecimento de vida relativamente recente (por exemplo: o que almoçou no dia anterior) ou uma notícia que ouviu na rádio. A memória remota é a mais estável (as informaçõespermanecem muitos anos) e contém os conhecimentos adquiridos ao longo da vida; é a memória dos acontecimentos mais antigos, sendo a memória que é menos afetada nas fases iniciais da doença de Alzheimer. A memória pode ser estimulada de várias formas, podendo recorrer-se a coisas que acontecem naturalmente no dia-a-dia. Exemplos disto é a lista das compras, os recados e os compromissos. Pode aindautilizar-se:
Objetos reais;
Imagens;
Palavras isoladas;
Histórias;
Conhecimentos gerais;
A apresentação das informações a memorizar pode ser visual (mostrar objetos, ler palavras), ou auditiva (dizer as palavras ao seu familiar/doente com Alzheimer). Quando solicitar ao paciente para memorizar alguma coisa, deve dar- lhe tempo para ele o fazer e mais que uma tentativa. Não o pressioneporque possivelmente não vai memorizar na primeira tentativa e quanto mais o pressionar mais frustrado ele vai ficar.
Deve começar sempre com atividades mais simples, para depois ir aumentado a dificuldade das atividades à medida que o seu familiar for conseguindo com sucesso memorizá-las. Como vai ver de seguida na descrição, pode e deve ajudar o seu familiar na memorização. Não se esqueça deque não está a testar as capacidades do doente, mas sim a estimulá-las. Recomendações úteis. O uso de um caderno é recomendado para que o seu familiar tenha onde escrever a data diariamente, treinando assim a orientação no tempo;
Realizar os exercícios;
Escrever recados e compromissos;
Registrar os principais acontecimentos de cada dia, facilitando assim a evocação dos mesmos.
O uso de um...
tracking img