Nerlandes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 140 (34767 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sobre a língua neerlandesa

O neerlandês é falado por cerca de 24 milhões de pessoas em diferentes continentes. Nas outras línguas, existe muita confusão acerca da denominação correcta desta língua. Isso deve-se entre outros ao facto de a região linguística estar fragmentado.

Desde o Suriname à Namíbia

O neerlandês é a sétima língua da União Europeia. É a língua materna de aproximadamente16 milhões de holandeses e 6 milhões de flamengos. Além disso, o neerlandês é também falado em Aruba, nas Antilhas Neerlandesas, no Suriname e na Flandres francesa. O afrikaans, língua derivada do neerlandês, é a língua materna de 6 milhões de pessoas na África do Sul e na Namíbia.

Netherlandish, holandês, hollandaise

O neerlandês é falado tanto nos Países Baixos como (numa parte) naBélgica. A língua é chamada ora ‘holandês’ ora ‘flamengo’. Mesmo dentro da própria região linguística neerlandesa, isso leva por vezes a ideias erradas sobre a expansão e a origem da língua neerlandesa. O neerlandês padrão é às vezes também chamado ‘holandês’, o que causa muita confusão. Isso deve-se ao facto de o holandês culto ter sido a norma para o neerlandês padrão.

Diferenças nos Países Baixos ena Flandres

Quase todos os flamengos chamam ‘flamengo’ ao neerlandês padrão do Sul. Além disso, o flamengo (oriental e ocidental) é também usado para determinado dialecto do neerlandês, assim como o holandês é usado não só para a língua padrão como também para determinado dialecto do neerlandês, que é falado nos Países Baixos, nomeadamente nas províncias da Holanda do Norte e do Sul. A línguapadrão nos Países Baixos e na Flandres é actualmente em grande parte igual. Antes de 1995, existiam diferenças consideráveis na ortografia, mas desde a reforma ortográfica de 1995, a ortografia nos Países Baixos e na Bélgica ficou idêntica. Neste momento, existe apenas um número reduzido de diferenças entre o neerlandês da Bélgica e o dos Países Baixos. Existem obviamente algumas diferenças novocabulário, embora até essas estejam a diminuir. Apenas a pronúncia é diferente. Nos Países Baixos, é o chamado ‘neerlandês dos pólderes’ que está a conquistar terreno, enquanto que tal não acontece na Bélgica.
Não é de estranhar que os estrangeiros percam por vezes o fio à meada. Os anglo-saxónicos falam em ‘The Netherlands’ e ‘Holland’ quando se referem aos Países Baixos, enquanto que chamam‘Dutch’ à língua e não ‘Netherlandish’. Quando falam em ‘The Low Countries’, estão a referir-se aos Países Baixos e à Flandres (ou talvez até à Bélgica) juntos. Para os lusófonos, ‘os Países Baixos’ e ‘a Holanda’ são sinónimos para os Países Baixos (sem a Flandres). A língua neerlandesa é designada por ‘holandês’, enquanto que ‘flamengo’ designa a língua falada na Flandres, sendo o termo ‘neerlandês’quase desconhecido. Para os francófonos, “hollandaise” não é apenas uma língua como também uma vaca da Frísia.

A família das línguas germânicas

O neerlandês é uma língua germânica, e pertence, juntamente com o alemão, inglês e frísio ao grupo de línguas do germânico ocidental. O islandês, dinamarquês, norueguês e sueco têm parentesco ao neerlandês mas pertencem ao grupo das línguas dogermânico setentrional. As línguas do germânico oriental (vandálico, ostrogodo e visigótico) já se extinguiram.

O afrikaans

No século XVII, agricultores e marinheiros zelandeses e holandeses estabeleceram-se junto ao Cabo da Boa Esperança, na África do Sul. Da língua que estes falavam desenvolveu-se o afrikaans, que é agora língua oficial na África do Sul, juntamente com o inglês e nove línguas zulu.Até ao século XIX, o afrikaans era considerado um dialecto do neerlandês. Foi apenas em 1925 que foi reconhecido como uma língua à parte.

Dialectos

Para além do neerlandês padrão, a língua neerlandesa tem muitos dialectos, entre os quais o limburguês, o zelandês, o brabanção e o flamengo ocidental. Estes abrangem por sua vez vários dialectos urbanos e regionais.

A origem do...
tracking img