Neospora

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1984 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
o coelho europeu entre os 8 géneros possíveis.

-------------------------------------------------
Origens e Evolução…. Para por no site uma “pasta” com algumas informações sobre o coelho. http://pt.wikipedia.org/wiki/Coelho#Vis.C3.A3o_geral
Não há dúvidas ou controvérsias de que todos os coelhos domésticos descendem do coelho selvagem europeu (Lepus cuniculus). Basta fazermos uma comparação everemos que não há diferenças apreciáveis entre eles, tanto nas suas formas, fisiologia ouhereditariedade, exceto quanto ao carater calmo do doméstico e o arisco do selvagem. É fato conhecido que, se soltarmos coelhos domésticos nos campos, eles logo se tornarão selvagens, enquanto que, se prendermos alguns filhotes de coelhos selvagens, eles ficarão mansos e fáceis de domesticar, mas conservandouma grande tendência ao retorno à vida selvagem. Nenhum outro animal, com exceção, talvez, do cachorro, sofreu, durante seu processo de domesticação, tantas transformações como os coelhos.[4]
Do coelho selvagem europeu, foi obtido um grande número de raças de diversas cores e pesos, chegando os coelhos Gigantes de Flandres a atingirem mais de 9 quilos, o que representa 5 vezes mais do que o pesodo coelho selvagem. Além disso, sofreu profundas modificações na cor do manto, na cor dos olhos e no comprimento do pelo e das orelhas. Já 2 600 anos antes da era cristã, segundoCharles Darwin, Confúcio, o grande sábio chinês, se referia à existência do coelho na China.[4]
A maioria dos autores considera o coelho como originário da península Ibérica, da Espanha, embora outros julguem o seu berçoaÁfrica e ainda outros, o sul da Europa. Os que consideram a África o berço do coelho, acham que daí é que ele passou para a Europa. Existem, espalhados nas regiões montanhosas da Arábia, Síria e Palestina, um animal muito parecido com o coelho e conhecido por "sphan", o que provavelmente levou os Fenícios a denominarem "sphania", que significa costa dos coelhos, a região em que desembarcaram,hoje Espanha, pois aí encontraram grandes quantidades desses animais que eles confundiram com aquele roedor doOriente. Também de "Cuniculosa" foi chamada a Hispânia, por Estrabão, o grande geógrafo grego, o qual menciona que os coelhos ali se multiplicavam tão rapidamente que se tornaram um perigo para os seus habitantes.[5]
Plínio afirma que os coelhos, partindo de Tarragona, se espalharampelas ilhas do mar Mediterrâneo e que, na ilha Minorca, se reproduziram tanto que os seus moradores tiveram que pedir ao Imperador Romano Augusto que enviasse seus legionários para combaterem o perigo que representavam esses pequenos animais. Das ilhas Baleares, segundo Ayala, os coelhos se disseminaram pelos países mediterrâneos e, daí, pela Europa Central e do Norte.[5]
Na Inglaterra, segundo Brehn, ocoelho foi introduzido no ano de 1309 por entusiastas da caça. Os antigos egípcios, gregos, hindus echineses já criavam coelhos, segundo revelam documentos dos séculos XVIII e XIX. Na China, simbolizando a fecundidade, em 1 600templos, eram sacrificados mais de 30 000 coelhos, na primavera, para pedir aos deuses que a terra fosse fecunda como esses animais e no outono, em agradecimento pelo que aterra havia produzido.[5]
Atualmente, os coelhos se encontram espalhados por todos os continentes. A grande capacidade que tem de se reproduzirem, isto é, a sua prolificidade, reconhecida desde a antiguidade, é a sua principal característica, sendo mesmo a qualidade que os torna um dos animais domésticos cuja criação poderá atingir um desenvolvimento incaculável, produzindo em pouco tempo,grandes quantidades dealimentos, abrigos e bons lucros aos criadores. Os coelhos, como já o mencionamos, têm sua origem na Europa.[5]
Levados para a Austrália, não encontrando aí inimigos naturais e sim boas condições de clima e alimentação variada e abundante, multiplicaram-se tanto e tão rapidamente que se tornaram uma terrível praga, um problema de calamidade pública até agora insolúvel, pois...
tracking img