Musica e linguagem oral e escrita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SÃO JOÃO DEL REI

2012



CLÁUDIA VIVANE

MARCOPOLO

MARIA VIRGÍNIA

VANESSA

VÂNIA















MÚSICA E LINGUAGEM ORAL E ESCRITA





Professora: Liliana Pereira Botelho





















SÃO JOÃO DEL REI

2012

INTRODUÇÃO

Para a maioria das crianças a música já faz parte de sua vida desde os primeiros dias de vidaquando os adultos ou outras crianças cantam para elas. Quando elas entram na escola também encontram um novo mundo, e nada melhor de que apresentar este espaço a ela partir da música.

Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais de Artes, (1997), a música no ensino de artes tem muito a colaborar para a aprendizagem da leitura e escrita, uma vez que, possibilita a criança a interpretar,improvisar, compor, escutar, envolver-se e compreender a linguagem. A música favorece a descoberta através de repetição, exploração, jogos e leitura de palavras.

Por isso é fundamental que descubramos que concepção as crianças têm da leitura e da escrita e o que representa para elas. A partir desta concepção trabalharmos com elas os usos da linguagem escrita (interpretação de textos,estímulo da leitura) e oral (capacidade de articulação lógica de um discurso verbal) por meio da música, como intermédio lúdico entre uma informação textual ou falada e o aluno. Uma proposta que tanto pode ser aplicada às aulas de português e literatura como igualmente para as aulas de música.

O ritmo e a rima da música ajudam a criança a desenvolver a coordenação motora, já que paramanusear certos instrumentos como uma batida na lata no acompanhamento de uma música precisa ter a percepção de espaço e tempo.

Oliveira (2005) afirma que a questão da oralidade é muito debatida por Vygotsky e Piaget quando se trata da fala. A autora ainda ressalta que:

Para Piaget a fala egocêntrica seria uma transição entre estados mentais individuais nãoverbais, de um lado, e o discurso socializado e o pensamento lógico do outro. Piaget postula uma trajetória de dentro para fora, enquanto Vygotsky considera que o percurso é de “fora para dentro” do indivíduo.

No presente trabalho, tomamos como referência o postulado de Vygotsky por tratar que o desenvolvimento da linguagem acontece do meio externo passando por transformações complexase multifacetadas chegando ao pensamento para ser transformado em palavras. Seus estudos nos permitir buscar trabalhar dois pontos da fala, o interior que é o semântico e significativo e o exterior que é o fonético. A diferença entre a palavra que realmente é com aquilo que a criança quis dizer. Por isso, nós como professores precisamos ouvir com atenção a fala da criança.

Conforme o(RCN, vol.3 p. 126), as crianças constrói a fala a partir das histórias que ouve e do vocabulário familiar se diferem tanto na mesma idade, quanto ao contexto em que vivem. Como a criança constrói a fala, também elabora a escrita, sendo assim, é importante para ela que o professor considere a organização que faz da escrita. O construtivismo exposto por Emília Ferreiro (1979), no Brasil, ressalta avalidade em deixar que a própria criança desenvolva a escrita do seu modo, permitindo-a criar hipóteses a partir dos seus conhecimentos. No ensino da música não é diferente, as letras que compõem a música precisa está atrelada ao universo da criança.

Por fim, o aprendizado através da música, além de promover o conhecimento através do lúdico leva a criança a perceber que a tanto aescola como a educação não é um sistema fechado.

2- OBJETIVOS:

Geral: Desenvolver a partir da música os aspectos da oralidade, a fluência e a pronúncia correta, bem como a leitura e a escrita na criança.

Específico:

• Desenvolver o gosto e o prazer pela leitura e escrita.

• Trabalhar a coordenação motora.

• Estimular a linguagem oral.

• Trabalhar a linguagem...
tracking img