Mulheres machadianas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ




LETÍCIA CORREIA DOS SANTOS
MAIANE DE OLIVEIRA LEITE








DUAS MULHERES RICAS MACHADIANAS: uma forma de quebra do arquétipo











ILHÉUS/BA
2012

LETÍCIA CORREIA DOS SANTOS
MAIANE DE OLIVEIRA LEITE












DUAS MULHERES RICAS MACHADIANAS: uma forma de quebra do arquétipoArtigo apresentado à professora doutora Sandra Maria P. do Sacramento para obtenção de crédito para na disciplina Literatura Brasileira IV.
















ILHÉUS/BA
2012
RESUMO


A partir da análise comportamental das personagens Helena (Helena) e Sofia (Quincas Borba) de Machado e Assis, apontaremos os arquétipos das mulheres machadianas.Pretendemos evidenciar como tais personagens se utilizam de astúcias, sensualidade, desejo, para alcançar seus propósitos, mesmo que esses viessem a transgredir a imagem e padrões das mulheres da época. Consideramos também que é possível identificar nas obras supracitadas tal desmitificação levando em conta a classe social.

Palavras-chave: Helena, Sofia, arquétipos, desmistificação.INTRODUÇÃO




Machado de Assis é um dos maiores escritores do século XIX. Podemos dividir sua obra em duas fases: na primeira fase os personagens machadianos correspondem à fase romântica de Machado. Já a segunda fase corresponde a sua fase realista, onde Machado faz uso de seus conhecimentos para retratar as características dos personagens. Atravésde suas obras Machado de Assis coloca a mulher como um ser intocável, a mulher do século XIX não possui outra profissão senão a de dona de casa.

Esse artigo tem como objetivo investigar como essas mulheres se comportam diante das regras que a sociedade do século XIX sempre impunha e como os valores que até então eram primordiais foram considerados pelas mulheres machadianas dado as suascondições sociais. Em Helena (1876), Machado utiliza a personagem principal que intitula o livro com o objetivo de mostrar como uma mulher bonita, bem prendada se comporta diante das situações corriqueiras do dia a dia, como o perfil dessa mulher é regredido através da desmistificação de seus arquétipos.

Sofia, personagem do livro Quincas Borba (1891) possui também uma imagemcorrespondente ao esperado pela sociedade oitocentista, um bom status econômico estabilizado por um bom casamento, uma linda mulher que zela da família. Entretanto, traz consigo características nada comuns à doçura e falta de iniciativa presente na visão tida do feminino.
Partindo-se das imagens construídas no decorrer da história e refletidas na ficção por Machado de Assis a serem abordadas,questiona-se: de que forma a verdadeira essência das mulheres tratadas é abordada pelo autor considerando a questão da classe social?
















REVISÃO DA LITERATURA



Ao tratar de Machado de Assis, não se deve negligenciar a rica fortuna crítica já posta, sendo este um grande literário, teve suas obras analisadas, comparadas e refletidas por grandes teóricos daliteratura, até aos mais simples artigos científicos.
Machado era tido como um conhecedor da alma feminina, utilizando em suas obras o universo feminino para descrever o cotidiano dessas. Essas mulheres sempre são apresentadas de forma submissa, onde seu papel social se resume apenas aos afazeres da casa, aos cuidados do marido e dos filhos. Através das personagens Helena e Sofia, veremos que esseparadigma é quebrado a partir do momento que ambas são postas como mulheres a frente de seu tempo, com características que não condizem com as mulheres românticas da época. Assim, as mulheres machadianas nos são apresentadas num contexto romântico conservador, mas ao mesmo tempo são dotadas de astucia, pois sabem o que querem, muitas vezes são capazes de tudo para satisfazer seus desejos....
tracking img