Mulher e trabalho uma realidade da sociedade moderna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2048 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO
Contextualizando historicamente, a Revolução Industrial foi o marco as transformações mais evidentes no que se refere ao conceito de “família”. Antes da invenção das máquinas, a economia era base na agricultura e no artesanato, e sendo os papéis familiares distribuídos de tal maneira que, o homem, pai de família, era responsável pelo sustento da casa, da esposa e de seus filhos. Nopassado, o pai encarnava a sabedoria e o equilíbrio e às vezes devia enfrentar a rebelião do filho (Petrini, 2010). Da mesma maneira, os filhos do sexo masculino desde a primeira infância já acompanhavam seus pais na lavoura, de modo a aprender o ofício. E mesmo se repetia com as filhas que eram ensinadas a cuidar da casa e dos irmãos mais novos e assim se tornarem futuras boas esposas e mães.A partir desse modelo, definia-se o que se denomina de “Família Nuclear Burguesa”, em que toda e qualquer família, considerada “normal” deveria ter um homem e uma mulher e filhos, com os papéis definidos.
No Brasil, desde a época colonial, essa composição de família formada pelo pai, mãe e pelos filhos consanguíneos, frutos do casamento do casal, também eram observadas, dentro dos primórdiosbíblicos, morais e religiosos instalados na sociedade, inseridos com o trabalho dos jesuítas no Brasil.
Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo entra em um grande colapso, o salário oferecido pelas indústrias já não era mais o suficiente para o sustento da família, sendo necessária a inserção das mulheres no mercado de trabalho, até mesmos as crianças começam a trabalhar para ajudar no sustento dafamília, dando início a exploração da mão de obra de mulheres e crianças.
Neste contexto, o papel da mulher na sociedade sofre grandes transformações, pois ela deixa de ser a pessoa responsável por permanecer em casa, cuidando dos afazeres domésticos e dos filhos.
Em distintas sociedades brasileiras, e do exterior, sempre houve papeis destinados a homem e mulheres, principalmente demarcados pelosistema patriarcal e consolidado pelo capitalismo, através das quais cabe um papel de subordinação e submissão de mulheres aos homens. (COSTA, 1998).
Ao longo da história foi reservado o espaço doméstico às mulheres e os públicos aos homens, isto é, cabia às mulheres cuidar da casa, do lar, esposo e filhos, quanto aos homens viver a vida pública e política, como prover o sustento de sua família(ibidem).
Desde a forma mais primitiva, ate o modelo clássico da família patriarcal e patrimonialista do século XX a família nuclear tradicional, ou patriarcal, tem sua origem baseada nas sociedades antigas como referência o casal e os filhos, porem esta realidade, aconteceram diversas, transformações, tanto em sua composição como em seu tamanho, ou seja, “as ‘novas’ dimensões da famíliasinalizam as perspectivas de evolução desta instituição na sociedade” (SANTOS, 2008, p. 3).
De acordo com a crise e a necessidade da inserção da mulher no mercado trabalho, existe uma contradição na perpetuação da família tradicional, pois a mulher chefe de família ao ganhar espaço no mercado de trabalho alcança autonomia, maior responsabilidade de carga de trabalho, acaba por desmistificar aconcepção de família provida financeiramente pelo o homem, porem a maior responsabilidade adquirida pela mulher, nesta transformação ocorrida na família.
Entretanto, mudanças significativas ocorreram, principalmente, no século XX, através de movimentos feministas em prol de melhores condições de vida e de autonomia para as mulheres, como, também, pela necessidade do mercado, no período pós-guerra,o qual precisou de mão de obra feminina. Assim, a mulher foi saindo gradativamente do âmbito doméstica e muda para o âmbito público (DEJOURS, 1992; COSTA, 1998).
Na sociedade contemporânea, são diversos os fatores que contribuem para o surgimento do modelo de família monoparental, desde a produção independente, adoção, viuvez ou o divórcio, pois a mesma corresponde com a formação de uma pessoa...
tracking img