muito ´to

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1466 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Texto extraído da dissertação de mestrado de Nelson Leite Cardoso: “A utilização do software educacional de simulação e modelagem “Interactive Physics” como instrumento de promoção da aprendizagem significativa de conceitos de Física: uma investigação pedagógica a partir da proposição de situações-problema”.
Dissertação submetida à Universidade Federal de Santa Catarina em março de 2003.2.5.1- Mapa Conceitual: Uma ferramenta de Aprendizagem Significativa
O Mapa Conceitual foi desenvolvido por Joseph Novak na década de 70 com o objetivo de contribuir para que os alunos aprendessem a aprender1, contribuindo, portanto, para a aprendizagem significativa. Trata-se de um esquema representativo de uma estrutura de conceitos que se relacionam de forma significativa para comporproposições. Entenda-se uma proposição como uma unidade semântica composta, de pelo menos, dois conceitos chave intermediados por uma palavra de ligação.
Baseado na concepção de que a aprendizagem significativa decorre da relação de uma idéia ou conceito com outra(o) idéia (conceito) mais geral, a fim de constituírem novos significados preposicionais, hierarquicamente organizados, segue-se que os conceitosmais amplos e inclusivos, em geral, situam-se na parte superior do mapa e os conceitos mais específicos, menos inclusivos são dispostos, sucessivamente, em níveis inferiores de especificidade.










Dessa forma, o mapa de conceito vem a ser um recurso esquemático para identificar as construções de significados tanto por subordinação como por superordenação, além de permitirinterações transversais ou cruzadas entre os elementos chave de eixos hierárquicos distintos, reconciliação integradora das idéias e proposições expostas, como forma de “releitura” em sentidos opostos (de cima para baixo e vice-versa). Ver figuras 7 e 8.












Portanto, o mapa conceitual se aplica como ferramenta exemplar para a reprodução da teoria de aprendizagem significativa deAusubel, permitindo representar, graficamente, os elementos chave de uma estrutura cognitiva e permitir a exteriorização do significados mentais e subjetivos construídos e assimilados pelo aluno. De fato, como cita Novak (1999, p.36): “Uma vez que os mapas conceituais constituem uma representação explicita e manifesta dos conceitos e das proposições que uma pessoa possui, eles [os mapas conceituais]permitem aos professores e alunos trocar os seus pontos de vista sobre a validade de uma determinada ligação preposicional, ou reconhecer a falta de ligações entre conceitos que sugerem a necessidade de uma nova aprendizagem.” Uma decorrência disso, que tem grande importância para este trabalho, é que os mapas conceituais acabam por ser excelentes instrumentos de diagnóstico, identificando apresença de conceitos alternativos (ou conceitos cientificamente errôneos – cce), seja por construção e ligações de palavras e preposições inconsistentes com a teoria aceita ou pela exposição oral do próprio autor do mapa (o aluno, portanto) ao estar apresentando-o (ou defendendo-o) para o professor. Verifica-se aí, o papel fundamental do professor como articulador e negociador para (re)construção denovos significados.














Observa-se que, para Novak (1999, p.36), a correção de uma concepção alternativa “consiste em identificar um ou vários conceitos ausentes, que, ao integrarem-se na estrutura conceitual do indivíduo, eliminarão tal concepção.” Sabe-se, porém, que esta não é uma tarefa tão simples, pois embora tais concepções sejam, para oprofessor/pesquisador, alternativas (mas, não necessariamente erradas!), para o possuidor das mesmas (o aluno), estas concepções são lógicas e significativas, pois às adquiriu, na maioria das vezes, por processos de interação e subsunção com os elementos que se faziam presentes em sua estrutura cognitiva (embora insuficientes para uma construção consistente em todos os aspectos da teoria cientificamente...