Movimentos sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4327 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO
|Tema/Assunto: Ciências Sociais |26/2012 |
|Área do conhecimento: Sociologia | |
|Subárea: Movimentos sociais| |
|Aluno: Augusto Cesar Santiago Teixeira |Per/curso |
|Referência: |BOURDIEU, Pierre. Cultura e Política. In: A Distinção. Crítica Social do julgamento. São Paulo: Edusp; |
| |Porto Alegre: RS: Zouk, 2007, p. 371-433.|
|Pierre Bourdieu |Pierre Félix Bourdieu (Denguin - França1 de agosto de 1930 — Paris - França, 23 de janeiro de 2002) foi |
| |um importante sociólogofrancês. De origem campesina, filósofo de formação, chegou a docente na École de |
| |SociologieduCollège de France, . Desenvolveu, ao longo desua vida, diversos trabalhos abordando a |
| |questão da dominação e é um dos autores mais lidos, em todo o mundo, nos campos da Antropologia e |
| |Sociologia, cuja contribuição alcança as mais variadas áreas do conhecimento humano, discutindo em sua |
| |obra temas como educação, cultura, literatura,arte, mídia, linguística e política. Também escreveu muito|
| |sobre a Sociologia da Sociologia. A sociedade cabila, na Argélia, foi o palco de suas primeiras |
| |pesquisas. Seu primeiro livro, Sociologia da Argélia (1958), discute a organização social da sociedade |
| |cabila, e em particular, como osistema colonial interferiu na sociedade cabila, em suas estruturas e |
| |desculturação. Dirigiu, por muitos anos, a revista "Actes de larechercheensciencessociales" e presidiu o |
| |CISIA (Comitê Internacional de Apoio aos Intelectuais Argelinos), sempre se posicionado claramente contra|
| |o liberalismo e aglobalização.O mundo social, para Bourdieu, deve ser compreendido à luz de três |
| |conceitos fundamentais: campo, habitus e capital. |
| |FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pierre_Bourdieu |
| |8. Culturae politica |
|Política na sociedade |Segundo Marx e Engels, com o avanço da tecnologia permitirá ao homem ter mais tempo livre para se dedicar|
|comunista |as questões práticas e teóricas. Entretanto, Bourdieu observa que: “[...] ‘Não há políticos, mas, no |
||máximo, homens que, entre outras atividades, se dedicam a politica”: neste domínio como alhures, a utopia|
| |encontra sua justificativa científica - e, sem duvida, política - na demolição das evidências operadas |
| |por ela e que obriga a revelar os pressupostos da ardem corrente. De fato, embora sua aparente |
||generosidade a oponha diametralmente as denúncias elitistas do sufrágio universal as quais haviam se |
| |submetido, de bom grado, os intelectuais e os artistas de uma outra época, a complacência populista que |
| |atribui ao povo o conhecimento infuso da politica não contribui menos para consagrar, dissimulando-a em |
|...
tracking img