Morte encefalica na uti

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4731 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE SERRA DA MESA
INSTITUTO QUALITY
PÓS-GRADUAÇÃO

Morte Encefálica na UTI

PÓS-GRADUANDA: SARAH MARTINS DE BRITO
ORIENTADOR: ALEX COSTA SILVA

Goiânia-Go
2010
RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Por ser um conceito relativamente novo e pouco divulgado na sociedade, o diagnóstico de morte encefálica (ME) ainda não é bem aceito pela população em geral, inclusive entre médicos eestudantes de Medicina. O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de uma amostra de estudantes de Medicina sobre o protocolo diagnóstico de ME.
MÉTODO: Estudo descritivo de corte transversal, avaliando acadêmicos de duas faculdades de Medicina de Salvador-BA. Foi distribuído um questionário auto-aplicável composto por questões referentes a conhecimento, técnico e ético, contidos naResolução nº 1.480/97 do Conselho Federal de Medicina, que dispõe sobre os critérios para caracterização de ME.
RESULTADOS: Foram avaliados 115 estudantes. A média de acertos nas 14 questões sobre o conhecimento dos critérios da ME foi de 6,7 ± 1,8; sendo maior entre os estudantes que haviam assistido alguma apresentação sobre ME. A maioria dos estudantes (87,4%) soube identificar os pacientescandidatos ao protocolo de ME. No entanto, apenas 5,2% e 16,1% dos estudantes acertaram, respectivamente, os testes clínicos e complementares que devem ser realizados durante o protocolo. Frente a um paciente não-doador com diagnóstico confirmado de ME, 66,4% referiram que o suporte artificial de vida deve ser suspenso. Apenas 15% dos estudantes entrevistados já avaliaram um paciente com ME, sendo estepercentual maior entre os que já haviam realizado estágio em UTI (38,2% versus 5,1%; p < 0,001).
CONCLUSÕES: Os resultados deste estudo apontaram para um conhecimento limitado dos estudantes avaliados sobre os critérios para caracterização da ME, principalmente em relação à sua abordagem prática.
Palavras-chave: educação médica, estudantes de Medicina, morte encefálica, transplante de órgãos.ABSTRACT

BACKGROUND AND OBJECTIVES: Because brain death (BD) is a new concept and little divulged, it’s not well accepted in general population, including doctors and Medical students. This study aims to evaluate the knowledge of a sample of Medical students on the Brazilian BD diagnosis protocol.
METHODS: Descriptive cross-sectional survey that evaluated students from two medical schools inSalvador-BA. We used a questionnaire composed by questions about technical and ethical knowledge contained in the Federal Council of Medicines Resolution nº 1480/97 that establishes the criteria for BD diagnosis.
RESULTS: We evaluated 115 Medical students. In 14 questions about the knowledge of BD criteria, the mean of right answers were 6.7 ± 1.8, which were higher among the students that hadattended some presentation on BD. Most of the students (87.4%) knew how to identify the candidates to the BD diagnosis protocol. However, only 5.2% and 16.1% of the students answered right, respectively, the clinical and complementary tests that should be accomplished during the diagnosis protocol. Facing a no-donor patient with confirmed diagnosis of BD, 66.4% referred that artificial life supportshould be suspended. Only 15% of the interviewed students had already evaluated a patient with BD, being this percentage higher among those who had already frequented ICU (38.2% versus 5.1%; p < 0.001).
CONCLUSIONS: The results of this study showed a limited knowledge of the evaluated students on BD diagnosis criteria, mainly in relation to the practical approach of this condition.
Key words: braindeath, Medical education, Medical students, organ transplantation.

 
 

INTRODUÇÃO

A morte encefálica (ME) é definida como parada completa e irreversível das funções encefálicas, impossibilitando a manutenção da vida sem o auxílio de meios artificiais1. Os critérios para o diagnóstico de ME, estabelecidos a partir da década de 1960, envolvem parâmetros clínicos e, em alguns...
tracking img