Cuidados de enfermagem em me

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4642 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cuidados com o paciente em morte encefálica ou suspeita de morte encefálica.

022
ESTABELECIDO EM 10/05/2008 ÚLTIMA REVISÃO EM 14/06/2012
NOME DO TEMA \\

Cuidados com o paciente em morte encefálica ou suspeita de morte encefálica.

RESPONSÁVEIS – UNIDADE

\\

Dra. Simone Lino Mello – HJXXIII.

COLABORADORES

\\

Prof. Dra. Rose Mary Ferreira Lisboa da Silva – UFMG Lucas Rochada Costa Filho – UFMG
(aluno)

VALIDADORES

\\

Prof. Dra. Rose Mary Fereira Lisboa da Silva Dra. Simone Lino Mello

INTRODUÇÃO / RACIONAL \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\ O Brasil está inserido no cenário mundial dos transplantes de órgãos há cerca de 40 anos. 90% destes procedimentos ocorrem através do Sistema Único de Saúde. A relação adequada de doadores pormilhão da população (pmp) no mundo gira em torno de 16. No Brasil houve um decréscimo nos últimos dois anos de 7 doadores pmp para 5,8 doadores pmp. O número de possíveis doadores não diminuiu, entretanto, de alguma forma os cuidados pouco adequados inviabilizam os testes necessários para a confirmação da morte encefálica a tempo de ocorrer doação e, geralmente, os possíveis doadores evoluem parafalência múltipla de órgãos e sistemas com parada cardiorrespiratória. O diagnóstico de morte encefálica é normatizado pela resolução CFM nº. 1.480/1997 e uma sucessão de leis desde 1968 até a atual Lei 10.211 de março de 2002. Dados do SAME do Hospital João XXIII apontam para 1,6 paciente com suspeita clínica de morte encefálica (que corresponde a cessação das funções neurológicas dos hemisférioscerebrais e tronco encefálico) por dia, que necessitam de cuidados intensivos indepen- dentemente do setor em que se encontram internados no hospital. OBJETIVOS \\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\ Capacitar a equipe médica para a busca ativa e identificação de pacientes em ME. Habilitar a equipe médica a realizar os protocolos de diagnóstico de confirmação de ME (jáestabelecidos pela FHEMIG) e teste de apneia. Habilitar a equipe médica e de enfermagem aos cuidados intensivos aos pacientes com suspeita clínica ou já com diagnóstico de ME. Habilitar a equipe médica e de enfermagem a prever e reconhecer as principais complicações nos pacientes com suspeita clínica ou em ME para pronta reversão das mesmas. Habilitar a equipe médica e de enfermagem paraestabelecer o diagóstico de ME em, no máximo, 30 horas em pacientes com sedação prévia e em 12 horas naqueles sem sedação. Habilitar a equipe de saúde quanto à consciência cívica do papel da doação, mas sem interferir no processo de captação que cabe ao CNCDO (MG Tx), uma vez que configura conflito ético o médico assistente interferir no processo de doação. MATERIAL/PESSOAL NECESSÁRIO\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\
MATERIAL E EQUIPAMENTOS

1. Monitor padrão com módulos de entrada para registro eletrocardiográfico, oximetria de pulso, pressão arterial não invasiva, pressão venosa central, pressão intra-arterial e temperatura corporal externa e interna; 2. Módulos e domes para entrada de dados de monitorização como os citados acima; 3. Cateteres em silicone com dupla via para linhavenosa central e arterial pela técnica de Selding; 4. Bomba de infusão de medicamentos capaz de trabalhar com volumes pequenos como 0,5 ml/hora; 5. Cateteres para bomba de infusão para fluidos e medicamentos; 6. Estoque de equipo fotossensível; 7. Cateteres para infusão de medicamentos e suas adaptações de vias; 8. Estoque de agulhas (13x4, 25x7, 25x8 e 40x12);

pág. 310 \\ 22 \\ Cuidados com opaciente em morte encefálica ou suspeita de morte encefálica.

9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25.

26. 27.

28.

29.

Estoque de jelco (24, 22, 20, 18, 16 e 14); Estoque de seringas (1, 3, 5, 10 e 20 ml); Estoque de sondas nasogástricas (14, 16, 18 e 20); Estoque de sonda vesical de demora e sistema coletor fechado (10, 12, 14 e 16); Tubos orotraqueais...
tracking img