Monitoramento de trilhas pns

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2068 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PARA SE PENSAR O MONITORAMENTO DE TRILHAS DO PARQUE NACIONAL DO SUPERAGUI – PR: PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Tiago Augusto Barbosa tiagoaugustobarbosa@gmail.com
INTRODUÇÃO

O Parque Nacional do Superagui (PNS), instituído em 1989 e ampliado em 1997 (ICMBio) situa-se na porção norte do litoral paranaense. É reconhecidamente um local de beleza cênica ímpar, bem como deelementos culturais e ecológicos de importância insofismável. Todavia, ainda que seja perceptível a importância recorrente ao PNS, somente em 2011 se iniciou o processo de construção do Plano de Manejo da Unidade de Conservação. Tal fato revela certa fragilidade na estruturação e organização no que tange ao manejo da atividade turística, independente da modalidade em que seja praticada. Evidentemente quea atividade turística, sua organização e estrutura pressupõem grande quantidade de dinâmicas e dimensionamentos. Neste sentido, a presente investigação apresenta uma reflexão acerca da infraestrutura e equilíbrio turístico-ecológico em trilhas, especialmente da Trilha da Praia Deserta (TPD) principal acesso à praia de fora na Ilha do Superagui. É sabido que a constituição de trilhas apresentainúmeras funções, sendo as principais: deslocamento e apreciação. Neste ínterim, a prospecção dos potenciais de trilhas têm sido bastante explorados por vários profissionais ligados às atividades turísticas, com destaque a Turismólogos, Geógrafos, Biólogos e Gestores. Logicamente com o aporte de utilização de trilhas, em variadas modalidades turísticas, começaram a surgir indagações acerca de suamanutenção e equilíbrio. Por este fato, alguns manuais de construção e manutenção começam a ser publicadas por entidades públicas e privadas, sobretudo norte-americanas e européias, como por exemplo: "Appalachian Mountain Club" (PROUDMAN, 1977) e o "British Trust for Conservation Volunteers" (AGATE, 1983). Há, historicamente, a construção e utilização de trilhas no Brasil, que podem ser divididas emdois patamares históricos, segundo ANDRADE (2010): as trilhas pré-cabralianas e as pós-cabralianas, que de forma sucinta referem-

se ao pré e pós colonização. Independentemente do uso, as trilhas, portanto, apresentam importância construída historicamente, sendo importantes vias de acesso e num período mais contemporâneo, um atrativo e ativo turístico dos mais eloquentes, utilizados porcientistas, estudantes e turistas. Há ainda que se ressaltar o fato de haver, atualmente, paralelamente ao excursionismo científico, o excursionismo de aventura em áreas naturais. Observa-se que com a evidente e crescente urbanização, a demanda por espaços naturais é fato consumado, uma vez que o exercício físico combinado com o descanso mental proporcionado, por exemplo, por uma caminhada, é bastanteapreciado. Diante destes fatos, há que se mencionar um fato histórico de suma importância que se traduz na instituição do Sistema Nacional de Unidades de Conservação e mais precisamente pela formalização, organização e manutenção das UC’s. No entanto, a manutenção das UC’s, bem como de sua infraestrutura se apresenta com diversos problemas (pontuais e sistemáticos). Especificamente acerca daestruturação de trilhas, percebe-se em linhas gerais, que não há uma efetiva organização acerca da constituição e manutenção de trilhas, por diversos problemas, como por exemplo, falta de profissionais disponibilizados pelo estado (em suas várias escalas), falta de equipamentos necessários e produção científica acerca do tema ainda pouco expressiva. Em suma, a presente investigação visa propiciar umentendimento sucinto da situação atual da trilha principal no PNS, bem como apontar sugestões de gerenciamento, estrutura e manutenção da mesma. Por entender que a atividade turística é um importante ativo econômico e de divulgação de ciência, a perspectiva aqui empregada é a melhor possível, no sentido de contribuir para a melhoria efetiva das condições da trilha e por consequência da atividade...
tracking img