Modificadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3065 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Questões de vestibular comentadas



( Modificadores (P. 94 e 95)

Texto para a questão 3

Já se sentiu vítima de algum tipo de marginalização e/ou discriminação dentro de sua universidade?
Infelizmente, devo dizer que sim. Não se trata de discriminação ou marginalização pelo fato de ser brasileiro, porém. Trata-se de uma dificuldade (talvez natural) que tem um “novo imigrante” empenetrar na “elite” da sociedade local, que controla as posições de poder. Essa elite é constituída por pessoas que estudaram juntas na escola, que fizeram o serviço militar juntas, que pertencem ao mesmo partido político etc. e que se apóiam mutuamente. Tive a oportunidade de sentir esse tipo de hostilidade quando fui eleito diretor da Faculdade de Ciências Humanas. Cheguei mesmo a ouvir expressõescomo “a máfia latino-americana em nossa faculdade”, quando somos nada mais que dois professores titulares de procedência latino-americana. Mas, verdade seja dita, trata-se de uma hostilidade proveniente dos que estavam habituados ao poder e não se conformavam em perdê-lo. A maioria não só me elegeu, mas também me apoiou e continua apoiando as reformas que instituí em minha gestão.
DASCAL, Marcelo.Entrevista publicada no caderno Mais / Folha de S. Paulo, 18/05/2003.

3) (Uerj / 2004 – 1º Exame de Qualificação)

Infelizmente, devo dizer que sim.

O advérbio infelizmente, na resposta do entrevistado, exprime um ponto de vista ou julgamento a respeito dos fatos relatados. A alternativa cujo elemento sublinhado desempenha essa mesma função é:

(a) “Já se sentiu vítima de algum tipo demarginalização (...)?”
(b) “que pertencem ao mesmo partido político etc. e que se apóiam mutuamente.”
(c) “Mas, verdade seja dita, trata-se de uma hostilidade”
(d) “e continua apoiando as reformas que instituí em minha gestão.”



Gabarito comentado: (C)

É comum que determinados elementos linguísticos no texto, independente da classe gramatical, exprimam alguma opinião ou sentimento. Notexto ficou claro que a palavra “infelizmente” expressa o sentimento que o autor tem com relação à discriminação dos americanos com os imigrantes, principalmente os latino-americanos. Nas alternativas da questão, o único elemento linguístico que expressa alguma opinião ou sentimento é em “verdade seja dita”, que representa o ponto de vista do enunciador com relação à discriminação, que para elerepresenta a hostilidade dos que estavam acostumados ao poder e não se conformavam em perdê-lo. As outras alternativas trazem elementos com outras funções, mas que não expressam nenhuma opinião ou sentimento.

Texto para a questão 5

Astroteologia

Aparentemente, foi o filósofo grego Epicuro que sugeriu, já em torno de 270 a.C., que existem inúmeros mundos espalhados pelo cosmo, alguns como onosso e outros completamente diferentes, muitos deles com criaturas e plantas.
Desde então, ideias sobre a pluralidade dos mundos têm ocupado uma fração significativa do debate entre ciência e religião. Em um exemplo dramático, o monge Giordano Bruno foi queimado vivo pela Inquisição Romana em 1600 por pregar, dentre outras coisas, que cada estrela é um Sol e que cada Sol tem seus planetas.Religiões mais conservadoras negam a possibilidade de vida extraterrestre, especialmente se for inteligente. No caso do cristianismo, Deus é o criador e a criação é descrita na Bíblia, e não vemos qualquer menção de outros mundos e gentes. Pelo contrário, os homens são as criaturas escolhidas e, portanto, privilegiadas. Todos os animais e plantas terrestres estão aqui para nos servir. Serinteligente é uma dádiva que nos põe no topo da pirâmide da vida.
O que ocorreria se travássemos contato com outra civilização inteligente? Deixando de lado as inúmeras dificuldades de um contato dessa natureza – da raridade da vida aos desafios tecnológicos de viagens interestelares – tudo depende do nível de inteligência dos membros dessa civilização.
Se são eles que vêm até aqui, não há dúvida de...
tracking img