Modernismo e fernando pessoa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (900 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

1. Lê, com atenção, o texto que se segue.

Modernismo

O início do século XX foi um momento de crise aguda, de dissolução de muitos valores. Os artistas reagiram ao ceticismo social,marcado por um laxismo1 próximo do "laissez-faire, laissez-passer"2 através da agressão cultural, pelo sarcasmo, pelo exercício gratuito das energias individuais, pela sondagem, a um tempo lúcida einquieta, das regiões virgens e indefinidas do inconsciente, ou então pela entrega à s vertigem das sensações, à grandeza inumana das máquinas, das técnicas, da vida gregária nas cidades.
No início desteséculo, as minorias criadoras manifestaram-se por impulsos de rutura com as diversas ordens vigentes. As forças da aventura romperam as crostas das camadas conservadoras e tentaram redescobrir o mundoatravés da redescoberta da linguagem estética. Na área da poesia, recusam-se os temas poéticos já gastos, as estruturas vigentes da poética ultrapassada. A arte entra numa dimensão-outra: os objetosnão estéticos e o dia a dia na sua dimensão multiforme entram na arte. Recusa-se o código linguístico convencional e, sob o signo da invenção, surgem novas linguagens literárias: desde adesarticulação deliberada até à densamente metafórica, quase inacessível ao entendimento comum.
É a toda esta recusa, desejo de rutura e redescoberta do mundo através da linguagem estética que se chama modernismoou movimento modernista. No caso português, o modernismo pode ser considerado um movimento estético, em que a literatura surge associada às artes plásticas e por elas influenciada. Nomes como FernandoPessoa (n. 1888), Sá-Carneiro (n. 1890) e Almada Negreiros (n. 1893) são marcos importantes desta época.
Foi em 1913, em Lisboa, que se constituiu o núcleo do grupo modernista. Pessoa e Sá-Carneirohaviam colaborado na Águia, órgão do Saudosismo; mas iam agora realizar-se em oposição a este, desejosos como estavam de imprimir ao ambiente literário português o tom europeu, audaz e requintado,...
tracking img