Modelos atomicos e estequiometria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4124 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Wanderson de Sena Moreira






As Contribuições do Modelo Cinético Molecular na Construção dos Conceitos de Estequiometria







Belo Horizonte
Faculdade de Educação da UFMG- CECIMIG
Agosto/2003


ÍNDICE


JUSTIFICATIVA............................................................................................................3INTRODUÇÃO...............................................................................................................6
AO PROFESSOR..........................................................................................................10
ATIVIDADES................................................................................................................14
CONSIDERAÇÕESFINAIS........................................................................................24
BIBLIOGRAFIA...........................................................................................................25



















1. JUSTIFICATIVA

Este trabalho se justifica, diante a necessidade com que percebo, o quanto é importante a interpretação de fenômenos macroscópicos a partir de formulações microscópicas, ou seja,usando modelos, que representem o mundo microscópico e justifique as alterações macroscópicas. Neste trabalho, iremos resgatar a concepção particulada da matéria e relaciona-lá ao ensino de estequiometria. Este trabalho é dirigido a professores de química do ensino médio, com a finalidade de convencê-los o quanto é importante para o aluno compreender as reações como um processo que envolve aquebra e a formação de ligações entre as partículas. Desta forma o aluno compreenderá que o tratamento matemático dado a estequiometria é conseqüência do rearranjo das partículas.

Mostro que uma reação química corresponde a quebra das ligações dos reagentes e a formação de novas ligações, dando origem aos produtos, ou seja, as partículas foram reorganizadas, dano origem a novas substâncias. Isso,para que o aluno não resuma a estequiometria numa mera equação química e uma série de cálculos.

Os primeiros registros que a matéria é composta de átomos vem dos gregos há mais de 2000 anos.

|“Os filósofos Leucipo de Elea e em seguida Demócrito de Mileto, quatro séculos antes de Cristo, criaram|
|uma teoria que permite|

|compreender como ocorre a dilatação dos corpos, segundo esta teoria, que aceitamos até hoje, a matéria|
|não é contínua e sim formada de pequenos grãos materiais, os átomos. Tais átomos se acham no estado |
|sólido e mesmo no estado líquido, bem próximos uns dos outros, separado por espaços vazios. Os espaços |
|aumentam em geral quando introduzimos calor no corpo e quando éalcançada uma determinada temperatura |
|o corpo passa para o estado gasoso. Então os espaços se tornam maiores.” BARTHELMESS, 1971 |

Se os alunos reconhecem e admitem a natureza particulada da matéria, na minha opinião, a compreensão das transformações químicas será mais facilmente concretizada. Vale a pena citar alguns processos que não são reconhecidos como reações químicaspelos alunos, como por exemplo a queima de uma vela, a oxidação dos metais e o processo de respiração. .
O objetivo não é fazer de nossos alunos futuros cientistas, mas que todos reconheçam a presença da ciência ao seu redor. As dificuldades com estequiometria se devem ao fato de termos vários modelos sobrepostos e que nem sempre são bem relacionados no curso de ensino médio. Os modelosapresentados aos alunos não se relacionam, primeiramente trabalha-se os modelos atômicos, em seguida as ligações entre os átomos, e depois estequiometria. É necessário estabelecer em cada transição as relações entre os conteúdos. A idéia de átomo leva a compreensão das ligações, e então, compreende-se que as transformações químicas ocorrem devido às formações e rupturas de ligações. Desta forma o ensino...
tracking img