Modelo de estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1372 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. IDENTIFICAÇÃO

1.1 Do Aluno
Nome: Vânia Martins
Matrícula: 09.1. S.3. A.098731
Curso: Administração
Período: 8º
Turma: A8/AM3
Área de Estágio: Administração de Recursos Humanos
End.: Rua VM 4-A Quadra 87 Lote 02 – Setor Novo Planalto – Goiânia-Go
CEP: 74480-382
Telefones: (62) 8153-5785 ou 3298-2217
Endereço Eletrônico: vaniamartins70@hotmail.com


1.2 Da Empresa
RazãoSocial: Agência goiana do Sistema de Execução Penal.
Nome Fantasia: AGSEP
CNPJ: 13199.944-0001-81
Inscrição Estadual: Isento
Tipo de Empresa: Pública
Endereço completo: Av. Veneza, Quadra 45, lote 10/18, Jardim Europa- Goiânia-Go.
CEP 74.325-100
Telefones da Empresa: (62) 3201-9299, 9298, 9296
Site da Empresa:
Nome do Supervisor de Estágio: Rodrigo Almeida Souza Teixeira Faleiro
Cargo doSupervisor de Estágio: Coordenador
Telefone: 62 – 3201-9299
Correio Eletrônico do Supervisor do Estágio: não possui


2. OBJETIVOS DO ESTÁGIO

2.1 Geral
Propiciar ao estudante a oportunidade de estar de frente com a realidade empresarial, oferecendo-lhe a oportunidade de confrontar as teorias estudadas com praticas administrativas existentes. Oferecendo-lhe oportunidades de executartarefas relacionadas ao curso de administração.

2.2 Específicos

• Identificar o perfil dos colaboradores
• Buscar métodos eficazes para trazer harmonia ao ambiente de trabalho
• Pesquisar junto aos colaboradores os motivos de desentendimentos.
• Propor ações de melhorias















3. CASA DO ALBERGADO MINISTRO GUIMARÃES NATAL

A Casa do albergadoMinistro Guimarães Natal, embora não esteja dentro da área física do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, é considerado o sexto estabelecimento penal do Complexo Prisional e destina-se ao cumprimento de pena privativa de liberdade de liberdade, em regime aberto, e pena de limitação de fim de semana, Porém por decreto Nº 5.360, de 21 de fevereiro de 2001, prevê que a casa do albergado tambémdevera receber para cumprimento de pena os sentenciados em cumprimento de pena em regime semiaberto.
3.1 Histórico
A criação de uma política penitenciária no Estado se configurou a partir da criação da criação da Agência Goiana do Sistema Prisional, no primeiro mandato do Governo Marconi Perillo, em 2002. Antes, da criação deste órgão, não havia o que existe hoje, ou seja, umSistema de Execução Penal. A gestão era descentralizada com direções independentes de estabelecimentos já existentes. Entre eles: O Centro Penitenciário de Atividades Industriais do Estado de Goiás – CEPAIGO, uma autarquia criada no governo Mauro Borges pela Lei n°. 4.191, de 22 de outubro de 1962. Entretanto, desde maio de 1961 o CEPAIGO já funcionava, abrigando inicialmente os presos condenados quese encontravam na CPP e para lá foram transferidos.
Havia uma Superintendência de Justiça e do Sistema Penitenciário, que dependendo da estrutura organizacional do Estado, permanecia subordinada a uma determinada Secretaria que lhe atribuía as políticas públicas, supervisão e acompanhamento das cadeias públicas do Estado e, ainda, estava a ela subordinada a Casa do Albergado.A Casa do Albergado Ministro Guimarães Natal (inaugurada em 1988 no governo Henrique Santillo e reformada em 1998 no governo Naftali Alves de Souza) situa-se no Jardim Europa, em Goiânia. O nome do estabelecimento é em homenagem a Joaquim Xavier Guimarães Natal (1860/1933), uma importante figura política do Estado de Goiás que colaborou na elaboração do projeto da Constituição doEstado do qual foi relator, sendo eleito Ministro do Supremo Tribunal Federal, em 1905.
A Casa de Prisão Provisória, que até então, era subordinada à Diretoria Geral da Policia Civil, – antigamente denominada de Casa de Detenção -, abrigava não só os presos provisórios, como também os condenados, as prostitutas, menores infratores e bêbados encontrados nas ruas. Até 1999 esse...
tracking img