Mestre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8723 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
14

INTRODUÇÃO

Este trabalho é uma monografia que tem como proposta discutir a temática “assédio moral”. A motivação para tratar deste tema surgiu a partir da minha experiência de nove anos de trabalho como funcionária terceirizada em uma empresa. Com esta experiência, pude observar como os trabalhadores, sobretudo, terceirizados quando comparados aos de cargo efetivo, são vítimas de assédiomoral, e que, na maior parte dos casos, são pessoas leigas no assunto, chegando até a confundir assédio moral com assédio sexual. Segundo Maciel et al (2007: p. 118):
assédio moral no trabalho compreende toda exposição prolongada e repetitiva a situações humilhantes e vexatórias no ambiente de trabalho. Essas humilhações se caracterizam por relações hierárquicas desumanas e autoritárias, onde avítima é hostilizada e ridicularizada diante dos colegas e isolada do grupo.

Ainda de acordo com Maciel (2007: p. 117), assédio moral é conhecido também como violência moral. No Brasil, o assunto não tem tido a atenção devida dos pesquisadores, embora haja um crescente interesse pelo tema, segundo Maciel (2007, p.117): “a legislação brasileira está restrita a algumas organizações daadministração pública de alguns estados, apesar de alguns projetos de lei em discussão”. No que concerne a posição dos trabalhadores terceirizados, Pirotta et al (2002: p. 10) afirma que:
a terceirização torna precária a situação do trabalhador de diversas maneiras: cria novas categorias profissionais menos organizadas, com sindicatos mais fracos e menor poder de barganha. Aumenta a rotatividade nos postos detrabalho, já que as empresas terceirizadas são contratadas por determinado período de tempo, nem sempre sendo renovado o contrato ao seu término. Expõe o trabalhador a fornecer sua força de trabalho para empresas com escasso patrimônio, sendo de difícil execução as sentenças trabalhistas contra tais empresas, em caso de inadimplência das obrigações trabalhistas e recurso do trabalhador aojudiciário.

Com

base

na

exposição

do

autor,

pode-se

perceber

que

a

vulnerabilidade em que se encontra o funcionário terceirizado o expõe muito mais a possibilidade de sofrer assédio moral, sobretudo, por parte de seus superiores. O Serviço Social tem como um dos princípios fundamentais no seu Código de Ética (1993) “o empenho na eliminação de todas as formas de

15preconceito”, ou seja, cabe ao Serviço Social promover o respeito à diversidade, à participação de grupos socialmente discriminados e a discussão de diferenças. Por outro lado, segundo Batista (2004), o Serviço Social, como ocupação de profissional de saúde, estabelece algumas funções primordiais: ajustar as causas que influenciam na saúde dos trabalhadores; relacionar as queixas e sintomas com ascondições de trabalho na finalidade a promoção de saúde; e, realizar visitas ao local de trabalho. O assédio moral é prejudicial à saúde do trabalhador, é como uma enfermidade que se alastra, podendo levar o trabalhador a condições frágeis de saúde. Como conseqüência do assédio moral e os seus danos à saúde, muitos profissionais têm sofrido com a Síndrome de burn-out, que é conjunto de sintomas esinais que advém, sobretudo, por pressão trabalhista exagerada sobre o profissional. De acordo com Freitas (2007, p. 04), “o assédio provoca diversos problemas de saúde, particularmente os de natureza psicossomática, de duração variável, que desestabiliza a vida do indivíduo”. No que diz respeito ao caráter coletivo, Santos(2005) diz que, a saúde é um patrimônio do ser humano, ou seja, ela éindispensável e serve de fundamento para o exercício de suas atividades e convívio social, inclusive no ambiente de trabalho. A saúde é um bem estar completo, ou seja, conforme a OMS estabelece que “saúde é um estado completo de bem estar físico, mental e social, e não ausência de doença ou enfermidade”. Diante do exposto, pretende-se, nesta pesquisa, abordar e discutir a profissão do Assistente...
tracking img