Mestre vitalino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CONTANDO A ARTE DE MESTRE VITALINO



Vânia Luzia Fontanive

Profª. Valéria Silva da Conceição
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Artes visuais (ART 5041) – Módulo V
19/06/12


RESUMO


Vitalino Pereira dos Santos, homem simples de Caruaru que modelando no barro o dia-a-dia do nordestino se tornou um dos mais importantes ceramistas do país. Sua arte, pioneirismo egenerosidade influenciaram toda uma geração de artesãos, tornando sua cidade destaque mundial da arte figurativa. Ele nunca se interessou em produzir utensílios domésticos como era tradição entre os ceramistas da época. Os ritos de passagem, como o nascimento, casamento e morte estão presentes nas suas peças e revelam hábitos e costumes da região. E é a partir da criação desses conjuntos que suaarte começa a chamar a atenção e romper os limites de Caruaru.

Palavras-chave: Mestre; Arte; Cerâmica.



1 INTRODUÇÃO


Vitalino Pereira dos Santos, o Mestre Vitalino, nasceu em Caruaru no Distrito de Ribeira dos Campos, 10 de julho de 1909, foi um ceramista popular brasileiro. Filho de lavradores, Mestre Vitalino foi um artesão por retratar em seus bonecos de barro a cultura eo folclore do povo nordestino, especialmente do interior de Pernambuco e da tradução do modo de vida dos sertanejos. Esta retratação ficou conhecida entre especialistas como arte figurativa.
O artista passou a desenvolver a modelagem no barro a partir dos seis anos. Os bonecos eram os brinquedos do menino Vitalino. As obras de Vitalino ganharam reconhecimento na região Sudeste a partir de 1947,quando o artista plástico Augusto Rodrigues o convidou para a Exposição de Cerâmica Popular Pernambucana, realizada no Rio de Janeiro. Em janeiro de 1949, a fama foi ampliada com exposição no Masp. Em 1955, integrou em Neuchatel, Suíça, a exposição Arte Primitiva e Moderna Brasileiras.
O reconhecimento do artista foi ampliado após a sua morte. A biografia do artista inspirou o samba-enredoda Império da Tijuca nos carnavais de 1977 e 2009. A Festa de São João de Caruaru o adotou como a personalidade homenageada de 2009.
Suas obras mais famosas são Violeiro, O enterro na rede, Cavalo-marinho, Casal no boi, Noivos a cavalo, Caçador de onça e Família lavrando a terra.




2 VIDA E OBRAS DE MESTRE VITALINO





Vitalino Pereira dos Santos, Mestre Vitalino,consagrou-se com sua arte de fazer bonecos em Caruaru, onde nasceu perto do rio Ipojuca, em 1909.

Seu pai, humilde lavrador, preparou o forno para queimar peças de cerâmica que sua mãe fazia, para melhorar o orçamento familiar. Sua mãe artesã preparava o barro que ia buscar nas margens do rio Ipojuca. Depois, sem usar o torno, ia fazendo peças de cerâmica utilitária, que vendia na feira.Levava a cerâmica nos caçuás (cestos grandes) colocados nas cangalhas do jegue (burrico).
Ainda pequeno, Vitalino ia modelando boizinhos, jegues, bonecos, pratinhos com as sobras do barro que sua mãe lhe dava, para que não atrapalhasse e ao mesmo tempo se divertisse.
Quando a mãe colocava as peças utilitárias para "queimar" no forno, ele colocava no meio as suas figurinhas, suasminiaturas. Os seus pais iam à feira semanal, o pai carregava os frutos do trabalho agrícola, a mãe carregava o jegue com os caçuás, para levar a terra trabalhada - a cerâmica utilitária.
O menino Vitalino levava o produto de sua "reinação", da sua brincadeira e vendia.

Por volta de 1930, com 20 anos de idade, Vitalino fez os seus primeiros grupos humanos, com soldados e cangaceiros,representando o mundo em que vivia. Sua capacidade criadora se desenvolveu de tal maneira que acabou se tornando o maior ceramista popular do Brasil. Fazia peças de "novidade" - retirantes, casa da farinha, terno de zabumba, batizado, casamento, vaquejada, pastoril, padre, Lampião, Maria Bonita, representando seu povo, o seu trabalho, as suas tristezas, as suas alegrias. Retratava em suas peças o seu...
tracking img