Mercado financeiro de capitais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
COLÉGIO PADRÃO
PÓLO MOSSORÓ / RN


ÉRIKA MIKAELLY SALDANHA
EUDENIRA MATOS
LEIDIANNY s. medeirosa silva FIGUEREDO
PATRÍCIA EMANUELY DANTAS SILVA


RELATÓRIO
MERCADO FINANCEIRO DE CAPITAIS
CHINA X BRASIL






MOSSORÓ
2010












MERCADO FINANCEIRO DE CAPITAIS
CHINA X BRASIL


Trabalho artigo desenvolvido durante adisciplina de MERCADO FINANCEIRO DE CAPITAIS, como parte da avaliação referente ao MÓDULO.


Profesor(a): Prof. AGNELLY ARAÚJO DOS SANTOS











MOSSORÓ
2010

abstract
The financial market capital China vs. Brazil, are following the same U.S. economy. Strengthened its intellectual capital and major government alliances. The result is thecontinued growth of their PIBs, which are placing them as major world powers.

RESUMO

O mercado financeiro de capital China x Brasil, estão seguindo o mesmo norte na economia. Fortaleceram seu capital intelectual e alianças governamentais importantes. O resultado disso é o crescimento continuo dos seus PIBs, que estão colocando-os como grandes potências mundiais.MERCADO FINANCEIRO DE CAPITAIS
CHINA X BRASIL
CHINA
A China por ser um país que apresenta um grande crescimento da economia na atualidade, ele atrai olhares de pessoas do mundo todo, que buscam informações sobre seus aspectos culturais.
Algumas informações sobre a China:
A sua escrita é baseada em ideogramas (desenhos) o mandarim é o dialeto mais falado na china, mas existemoutros. As principais religiões são confucionismo e jaoísmo, budismo, islamismo e cristianismo. O arroz e os peixes são muito consumidos na alimentação além de alguns pratos exóticos do ocidente Omo carne de cachorro, besouros e outros. A flauta, instrumentos de cordas e pratos são os mais utilizados para música chinesa. As principais invenções chinesas são: o papel, pólvora e leme.
No séculoXIX, no contexto do imperialismo a China era dominada e explorada pelas potências européias, principalmente pelo Reino Unido. Esta potência imperialista, além de explorar a China economicamente, interferia em seus assuntos políticos e culturais.
A revolução chinesa foi um movimento político social, econômico e cultural ocorrido na china no ano de 1911, liderada pelo médico, político eestadista chinês Sun Yat Sen. E com o apoio dos militares tornou-se o primeiro presidente da República Chinesa. Porém em várias regiões do país comandadas por grandes proprietários rurais ocorreram resistências, mergulhando a China num longo período de guerra civil.
A China com sua economia em ascensão tem sua média de crescimento econômico nos últimos anos de quase 10%. Uma taxa superior a dasmaiores potencias mundiais, inclusive a do Brasil. O seu produto interno bruto (PIB) atingiu 4, 911 trilhões de dólares em 2009, com crescimento de 8,7%, fazendo deste país a terceira potencia econômica mundial. A economia chinesa representa 15% da economia mundial.
Sua principal fraqueza nas suas instituições financeiras é distinção existente entre suas funções políticas e comerciais.Fazendo com que bancos e sociedades de créditos chineses se acumulassem com altas taxas de créditos duvidosos, ou “créditos podres”.
Tendo assim uma iniciativa do líder chinês Deng Xiaoping de iniciar reformas que levariam a China ao que ela é hoje, no final da década de 1970, resumindo-se ao Banco do Povo da China (Zhongguo Renmin Yinhang). Este, então subordinado ao Mistério das Finanças (MOF),que cumulava as funções de banco central e comercial. Com essas reformas, suas atividades comerciais foram distribuídas entre quatro bancos comerciais estatais: Agricultural Bank of China
(ABC), Bank of China (BOC), China Construction Bank (CCB) e Industrial and Commercial Bank of China (ICBC). Onde esses grandes bancos estatais apresentam, basicamente, os mesmos problemas: forte interferência...
tracking img