Menor abandonada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL
MARY LUCY MARTINS DA SILVA

ATIVIDADE DE PRODUÇÃO TEXTUAL INDIVIDUAL



RIO VERDE
2012
MARY LUCY MARTINS DA SILVA

CRIANÇAS ABANDONADAS NO BRASIL: UM PROBLEMA SOCIAL OU POLÍTICO?

Trabalho interdisciplinar apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, comorequisito parcial para a obtenção de média semestral das disciplinas do primeiro semestre.

Professores: Lisnéia Rampazzo, Sergio de Goes Barboza,Adarly Rosana, Márcia Bastos |
|
|
|
|
|

RIO VERDE
2012
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.............................................................................................................3
1 ACONCEPÇÃO DE SUJEITO CONSTITUÍDA NA ATUALIDADE.........................4
2 OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA CRIANÇA......................................................4
3 POLÍTICAS SOCIAIS DO GOVERNO VARGAS.....................................................5
4SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA, AS CRIANÇAS COMO ATORES SOCIAIS.............6

CONSIDERAÇÕESFINAIS.........................................................................................7

INTRODUÇÃO

A atividade interdisciplinar apresentada tem como objetivo compreender os elementos sociais e políticos envolvidos no processo de abandono de crianças no Brasil, se configurando como produção textual em uma estrutura que envolve as áreas de conhecimento estudadas nesse semestre: psicologia social, dasociologia, da filosofia e da área de fundamentos de serviço social. A atividade considerou a concepção de sujeito constituída na atualidade, os direitos fundamentais da criança segundo ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente referenciou os aspectos históricos das políticas sociais do governo Vargas estabelecendo uma análise comparativa com as políticas atuais e, mostrou pelo ponto devista da sociologia da infância, as crianças como atores sociais e como sujeitos dos seus processos de socialização, produtoras das diferenças e da pluralidade.

1 A CONCEPÇÃO DE SUJEITO CONSTITUÍDA NA ATUALIDADE

Os seres humanos são desde o nascimento, influenciados pelas atitudes das pessoas que os rodeiam, também é indiscutível que a formação do adultoíntegro, depende da forma em que o individuo é educado, as preferências, as habilidades e capacidades de escolha e de independência e autonomia, é influenciados e estimulados pela sociedade e a cultura as quais participamos. A concepção de sujeito constituída na atualidade é a de um sujeito capaz de saber o que é melhor para sua vida; aquele que luta por direitos, que se vê frente ao conhecimento deseus deveres. Mas a maioria dos homens, que se exibem como modernos e atuais, ainda não aprendeu a conviver com seus semelhantes, a respeitar suas crianças e seus idosos. Esse homem fere a atual Constituição que elegeu como fundamentos da República a cidadania e a dignidade da pessoa humana, um complemento à Declaração dos Direitos Humanos. Há leis para garantir esse direito, porém os abusoscontinuam em diversos espaços sociais. Muitas pessoas se acham no direito de explorar, de discriminar, ofender, subjugar e ferir seus semelhantes, por achar se melhor, mais digno. E essa cultura passa de geração a geração. Os pais preconceituosos terão filhos preconceituosos; se acha alguém indigno porque tem a cor negra, porque é índio, por ter uma religião diferente da dele ou por...
tracking img