Memorial descritivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6001 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ – CEULJI

ISABEL TRECE MARTINS




















MEMORIAL DESCRITIVO










TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II PROFESSOR: DOUGLAS

















JI-PARANÁ
2010

Memorial Descritivo





Dados do Projeto:






Edificação: ResidencialUnifamiliar


Numero de Pavimentos: 1


Endereço: Avenida Ji-Paraná n° 876, Bairro Urupá


Projetista: Isabel Trece Martins


Proprietário: Arilton Francisco da Silva


Dimensão do Terreno: 10 x 30 m








1 Serviços Preliminares


Deverá ser realizada a limpeza do terreno por meio manual através do uso de enxada, pois a vegetação que se encontra no local é apenas rasteira ecom pequenos arbustos. Todo material vegetal deverá ser enterrado no local onde está predefinido o jardim e o entulho terá que ser removidos do canteiro de obras.

O Local onde será realizada a obra de deverá ser isolado com tapume utilizando chapas compensadas, para evitar que materiais caiam na rua.


Será executado um barracão de chapas compensadas, pontalete de eucalipto e telhasde fibrocimento, sendo localizado na parte posterior do terreno, onde nesse barracão serão depositados os materiais (cimento, cal, canos, etc.) e ferramentas, que serão utilizados durante a execução dos serviços.


Áreas para areia, pedras, tijolos, madeiras, aço, etc. deverão estar próximas ao ponto de utilização, tudo dependendo do vulto da obra, sendo que nela também poderão serconstruídos escritórios, alojamento para operários, refeitório e instalação sanitária, bem como distribuição de máquinas, se houver.


Deverá ser providenciada a ligação de água e construído o abrigo para o cavalete e respectivo hidrômetro. É necessário também providenciar a ligação de energia.









2 Infra-estrutura





2.1 Locação da obra


Pode-se efetuarparalelamente ao providenciamento da ligação de água e energia, a locação da obra pelo processo da tábua corrida (gabarito).


Nesse método deve-se executar cravando no solo cerca de 50 cm, pontaletes de pinho de (3" x 4") a uma distância entre si de 1,50m e a 1,20m das paredes da futura construção, que posteriormente poderão ser utilizadas para andaimes.


Nos pontaletes serãopregadas tábuas na volta toda da construção (geralmente de 15 ou 20 cm), em nível e aproximadamente 1,00m do piso. Pregos deverão ser fincados nas tábuas com distâncias entre si iguais às interdistâncias entre os eixos da construção, todos identificados com letras e algarismos respectivos pintados na face vertical interna das tábuas, determinando os alinhamentos.


Nos pregos são amarradose esticados linhas ou arames, cada qual de um nome interligado ao de mesmo nome da tábua oposta. Em cada linha ou arame está materializado um eixo da construção.






2.2 Fundação


Será utilizada como fundação, a sapata corrida em alvenaria, pois se verificou a mais adequada, técnica e economicamente.






2.2.1 Abertura de vala


As escavaçõesserão executadas de forma manual, tendo profundidade necessária para resistir as cargas das fundações, sendo que esta deverão possuir mínima de 50 cm e largura de 45 cm.






2.2.2 Apiloamento


Será executada manualmente com soquete (maço) de 10 à 20 kg, com o objetivo unicamente de conseguir a uniformização do fundo da vala e não aumentar a resistência do solo.2.2.3 Lastro de concreto


Sobre o fundo das valas deverá ser aplicado uma camada de concreto magro de traço 1:4:8 (cimento, areia grossa e pedra 2 e 3) e espessura mínima de 5 cm.






2.2.4 Alicerce de alvenaria (Assentamento dos tijolos)


Deverá ser executado paredes de 1 tijolo – feitos com tijolos cerâmicos de 8 furos, sendo que seu...
tracking img