Memorial descritivo - rede de esgoto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1318 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Considerações Iniciais

Os cálculos e a distribuição dos equipamentos e peças foram feitos de acordo com as Normas Brasileiras (ABNT), Código de obras municipal e regulamentos da concessionária de saneamento (Manual de Projetos Hidrosanitários - SANEPAR).
O presente projeto de “sistema de esgotamento sanitário” refere-se ao Loteamento da Zona Leste, no município de Londrina.
Oprojeto atende uma população estimada de 2179 pessoas em 435 ligações domiciliares. A rede projetada possui um total de 6537,70 m de extensão a ser executada, numa área de 175342 m².
A área do loteamento contemplada pelo projeto apresenta boa declividade, com altimetria variando entre as cotas 568,00 m e 538,00 m.
Nos trechos 2.37 e 2.34 rebaixou-se o poço de queda a jusante a 1,9 metros e 1,8metros de profundidade, respectivamente, com o objetivo atingir a inclinação mínima necessária.
Afim de descontar os trechos em que não ocorrem contribuição domiciliar, ou seja, descontando as distâncias onde a tubulação atravessa a rua, foi feito uma extensão fictícia nos trechos 1.1 ao 1.5, 2.6, 2.12, 2.18, 2.24, 2.30, 2.36, 3.1, 3.2, 4.4, 4.5, 5.4, 5.10, 5.14, 6.1, 7.4, 7.10, 8.1, 8.2 e 9.3.2. População e Vazões de Projeto

As vazões de projeto foram definidas a partir da estimativa da população contribuinte à rede coletora e dos seguintes parâmetros:

População Inicial (Pi) | 2170 |
População Final (Pf=Pi*1,5) | 3225 |
K1 (Coeficiente de variação do dia de maior consumo) | 1,20 |
K2 (Coeficiente de variação da hora de maior consumo) | 1,50 |
Coeficiente de Retorno |0,80 |
Taxa de Consumo per capita | 150 l/hab.dia |
Taxa de Infiltração (Tinf) | 0,0001 l/s.m |
Tabela1: Parâmetros de projeto
Para o cálculo das vazões de início e final de plano foi a seguinte:

Qdom i,f=C*Pi,f*qef*k1*k286400

onde,
Qdom i,f=Vazão doméstica inicial ie final f, emls

Para tal, os valores encontrados foram

Vazão de esgoto sanitário de iníciode plano (Qdi) | 4,52 l/s |
Vazão de esgoto sanitário de final de plano (Qdf) | 8,14l/s |

3. Projeto da Rede Coletora

4.1. Traçado

Para o direcionamento do traçado da rede, utilizou-se o MOS (Manual de obras de Saneamento) da Sanepar. Para a determinação do traçado considerou-se a coleta de todas as economias da área de projeto, a viabilidade econômica do traçado, profundidadeadequada e interferências.
A ligação da saída da rede será feita em dois interceptores, já existentes, próximo ao ponto mais baixo de cada região do loteamento, a fim de conduzir o esgoto sanitário à estação de tratamento.

4. Dimensionamento das Redes Coletoras

Para o dimensionamento e as verificações hidráulicas correspondentes foram utilizadas as seguintes expressões:Equação da Continuidade:

Q=v*A
onde,

Q = vazão de projeto, em m3/s;
A = seção molhada do coletor, em m2;
v = velocidade de escoamento no coletor, em m/s.

Fórmula de Manning:

v=1n*RH23*I12

onde,

v = velocidade de escoamento, em m/s;
n = coeficiente de rugosidade (PVC n= 0,010);
RH = raio hidráulico, em m;
I = declividade do coletor, em m/m.

OBS: O Raio Hidráulico para condutosde seções circulares é dado pela seguinte expressão:

RH=D(θ-senθ)4θ
θ=2*arccos(1-2hD)

onde,

D = diâmetro da seção do conduto, em m;
h = altura da lâmina d'água, em m.

Inclinação mínima:

As redes coletoras foram projetadas de forma que a vazão mínima em início de plano atenda a tensão trativa mínima 1,0Pa e que a velocidade correspondente à vazão máxima, em final de plano, não sejasuperior a 5,0 m/s.
A declividade mínima deve satisfazer a condição de tensão trativa de 1,0Pa, também podendo ser utilizada a fórmula:

Imin=0,0055*Qadotado-0,47

onde,

Imín = declividade mínima, em m/m;
Qadotada = vazão adotada, em l/s.

Altura da lâmina líquida (Y/D)
Para conferirmos a altura da lâmina líquida, aplicamos a seguinte expressão:
QI
Com o valor obtido da...
tracking img