Melhoria das argamassas antigas de cal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica

PIBIC

Relatório Final – Parte I
Título do Plano de
Trabalho do Bolsista

Nome do Aluno

Melhoria das propriedades das argamassas de cal
empregadas na conservação e restauração dos
monumentos
Melhoria das propriedades das argamassas antigas de
calLouise Rosendo de Oliveira

Nome do Orientador

Mário Mendonça de Oliveira

Grupo de Pesquisa

NTPR/UFBA

Palavras Chave

Argamassas históricas; argamassas de cal;
argamassas de restauro.
AGOSTO DE 2007 A JULHO DE 2008

Título do Projeto do
Orientador

Período de Vigência

Resumo (máximo de 220 palavras)
O estudo sobre as argamassas de cal já vem sendo feito há seis anos no NTPR,sendo aprofundado a cada
ano e em diferentes vertentes. Visando a melhoria de suas propriedades a partir dos aditivos a ela
misturados, busca-se encontrar soluções cada vez mais úteis e econômicas ao restauro dos monumentos
históricos e o resgate da memória da ciência das edificações.
Com esse objetivo, e baseando-se em citações de antigos tratadistas a respeito da tecnologia das
construções,pôde-se observar que o uso de argamassas de cal com aditivo de pó cerâmico vem desde os
tempos antigos - desde o período greco-romano se analisados minuciosamente sendo citado textualmente
por Vitrúvio no I século a.C.
O aditivo cerâmico, especialmente o pó de tijolo, tem se comportado de uma maneira bastante
eficiente, trazendo resultados satisfatórios ao longo da pesquisa em vigência.Busca-se encontrar proporções
de pó cerâmico, cada vez mais adequadas e que colaborem tanto econômica quanto qualitativamente para o
restauro dos monumentos arquitetônicos no Brasil.

1. Introdução
As paredes antigas tinham alguns aspectos diferentes das
materiais mais porosos e menos resistentes que aqueles de que
várias funções. Eram quase sempre paredes portantes. É muito
intervir em umaedificação antiga, todos esses fatores são
conservação.

atuais: eram constituídas por
dispomos hoje, e acumulavam
importante perceber que, para
fundamentais para uma boa

A partir dessas observações e com todos os estudos realizados até então, novos ensaios
foram feitos para constatar as propriedades dos aditivos cerâmicos e seu comportamento diante da
exposição ao meio externo e suaspropriedades de resistência mecânica.
Busca-se, a cada etapa, solucionar dificuldades encontradas em ensaios anteriores, bem como
melhorar e encontrar alternativas mais eficientes e econômicas que venham a colaborar com a
preservação e restauração no Brasil e a construção alternativa de baixo custo.
1.1 Breve Histórico
Vitrúvio, arquiteto romano do século I a.C, apresenta uma das alusõesescritas mais antigas
sobre a adição de cerâmica moída nas argamassas de cal, no único tratado europeu do período
greco-romano que chegou aos nossos dias e serviu de fonte de inspiração a diversos textos sobre
construções durante o Renascimento e mesmo depois dele: “ Fiz a exposição dos procedimentos
através dos quais são feitos os revestimentos dos muros nos lugares enxutos; explicarei agora amaneira de realizar os rebocos nos lugares úmidos, para que possam durar sem se deteriorar.
Antes de tudo, nas câmaras situadas no nível do terreno, por cerca de três pés do pavimento para
cima, se aplica uma camada grosseira de base e depois se regulariza a superfície, em lugar de
uma argamassa de cal e areia, com uma de cerâmica moída, de maneira que esta parte do
revestimento não sofra os danosde umidade.” (LIVRO VII).
É bastante claro o uso da cerâmica moída, estando presente em citações tanto de
tratadistas antes de Cristo, como nos escritos de engenheiros militares do século XVII e XVIII,
como o manuscrito do Mestre-de-campo Diogo da Silveyra Velloso: “Ajuda muito a firmeza da obra
(diz o mesmo Vitrúvio) principalmente nos fundamentos, e em lugares humidos o misturar com a...
tracking img