Melhoramento de plantas, visando resistencia de doenças e pragas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESISTENCIA DE PLANTAS A PATÓGENOS
1 - Introdução

A redução do rendimento de diversas culturas, em razão da incidência de doenças, tem contribuído para o desequilíbrio da demanda e da oferta de alimentos em todo o mundo. Muitas vezes é difícil estimar as perdas decorrentes de doenças específicas, porque as culturas, geralmente, são atacadas por mais de um agente etiológico ao mesmo tempo.
Atabela 1 apresenta algumas estimativas de redução na produtividade do feijoeiro, causada por diversas espécies de patógenos. Estas estimativas ilustram a importância econômica das doenças, especialmente quando se consideram grandes áreas de plantio. Estima-se também que as perdas decorrentes da ferrugem asiática da soja ultrapassam US$ 2 bilhões desde que o patógeno surgiu no Brasil.

AgenteEtiológico | Redução de Rendimento (%) | Referência |
Colletotrichum lindemuthianum | 55 | Vieira (1964) |
Meloidogyne sp. | 67 | Freire e Ferraz (1977) |
Phaeoisariopsis griseola | 1-41 | Santos Filho et al. (1978) |
Uromyces phaseoli var. typica | 21-42 | Nasser (1976) |
Vírus do mosaico-dourado | 43-73 | Almeida et al. (1979) |
Vírus do mosaico-dourado | 100 | Carner etal. (1981) |

A resistência a doenças constitui um dos principais objetivos dos programas de melhoramento da maioria das espécies agronômicas, e olerícolas. Os sucessos obtidos nesta área têm sido de grande importância para a estabilização do rendimento das cultura de safra para safra. Estima-se que 25% dos recursos destinados ao melhoramento convencional sejam utilizados no desenvolvimento devariedades resistentes a doenças. Isto porque o controle de doenças através do uso de variedades resistentes é o mais barato e de fácil utilização. Outras vantagens são a menor agressão ao meio ambiente (comparado com o uso de agrotóxicos), ao agricultor (que fica menos exposto aos agrotóxicos) e ao consumidor que pode consumir produtos sem agrotóxicos.

Em algumas espécies, o controle deimportantes doenças só é feito através da utilização de variedades resistentes. Por exemplo temos: ferrugens e carvões em cereais e cana-de-açúcar; murchas vasculares em hortaliças; e viroses na maioria das culturas.
Três etapas básicas devem ser consideradas em qualquer programa de obtenção e utilização de variedades resistentes:
1) Identificar fontes de resistência, ou seja, identificar nogermoplasma genótipos que possuam genes de resistência;
2) Incorporar estes genes em cultivares comerciais por meio dos métodos de melhoramento;
3) Após a obtenção de um cultivar resistente, traçar a melhor estratégia para que a resistência seja durável face à natureza dinâmica das populações patogênicas.
O melhoramento visando à resistência a doenças evidencia a importância do trabalho de equipesmultidisciplinares. Para o desenvolvimento de variedades resistentes são necessários conhecimentos e habilidades em áreas específicas, o que torna praticamente impossível a realização do trabalho sem a cooperação entre melhoristas e fitopatologistas.

2 – Fontes de Resistência
Quando o melhorista escolhe genitores para dar início a um novo ciclo de melhoramento visando à elevada produtividade,variedades com alto rendimento são selecionadas. Inconscientemente, o melhorista está selecionando genótipos que apresentam características correlacionadas com a produtividade, como resistência a doenças. Isso explica o fato de as variedades atuais serem mais resistentes que as primitivas.
Durante o seu processo de domesticação, as espécies cultivadas e os patógenos desenvolveram mecanismos desobrevivência mútua. A seleção natural, que favorece indivíduos com genes de resistência a patógenos com genes de virulência, estabeleceu um processo de co-evolução do hospedeiro e patógeno. O melhorista pode usufruir da co-evolução ocorrida em regiões geograficamente isoladas para o desenvolvimento de variedades resistentes. Um exemplo claro ocorre com o feijão. A domesticação desta espécie...
tracking img