Plantas geneticamente modificadas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO E OBRJETIVOS

Não basta simplesmente integrar um gene no genoma de outro organismo. É preciso testar esse gene para ver se ele funciona. Para um gene funcionar, ele depende de um promotor. Ao promotor, liga-se um conjunto de proteínas que permite a ativação da RNA polimerase. Uma vez ativada, esta enzima inicia a transcrição do gene.
Neste trabalho será abordado o porquê fazer ounão a modificação genética em plantas. Portanto vegetais transformados são chamados de plantas transgênicas. Sendo que o uso dessa técnica no melhoramento de plantas permitira aumentar a produção, reduzir perdas na pós-colheita, obter culturas mais tolerantes ao estresse ambiental, que usem mais eficientemente nitrogênio e fósforo; aumentar o valor nutricional dos alimentos; obter plantasresistentes a herbicidas, pragas e ou doenças; desenvolver formas alternativas para indústrias como as de combustíveis e farmacêuticas. Com a redescoberta das leis da herança biológica em 1900, a partir dos trabalhos do abade Gregor Mendel (1822-84), foi possível planejar e executar cruzamentos controlados, seguidos de seleção calculada. Com a aplicação desses conhecimentos, o progresso do melhoramentogenético e a produtividade agropecuária aumentaram dezenas de vezes mais no século XX que nos milhares de anos anteriores. Veremos a seguir como tudo pode ser modificados desde plantas ha animais.
COMO DESENVOLVER PLANTAS GENETICAMENTE MODIFICADAS
Os primeiros experimentos de campo foram desenvolvidos em 1986 nos Estados Unidos e na França (FAO, 2000). Até 2003 as pesquisas abrangeram plantasrelativas a cereais (milho, arroz, centeio); fibras (algodão, linho); forragem (alfafa); floresta (álamo, eucalipto); frutas (maçã, uvas, kiwi, melão, mamão, pêra, morango); óleo (canola, soja, girassol); hortaliças (aspargo, cenoura, couve-flor, pepino, alface, batata, batata doce, repolho, aipo) (ANBIO, 2003). Cerca de 72% de todos os experimentos foram realizados nos EUA e Canadá, seguidos, emordem decrescente, pela Europa, América Latina e Ásia, com poucos na África, limitados à África do Sul. As culturas mais testadas foram: milho, tomate, canola e batata.
A República Popular da China foi o primeiro país a comercializar plantas transgênicas no início da década de 90, com a introdução do fumo resistente a vírus, seguido pelo tomate também resistente a vírus.
Plantas transgênicaspossuem um gene ou genes que tenham sido transferidos de uma espécie diferente. Embora DNA de outras espécies possa ser integrada em um genoma vegetal por processos naturais, a expressão "plantas transgênicas" refere-se a plantas criadas em laboratório utilizando uma tecnologia de DNA recombinante. O objetivo é desenhar plantas com características específicas de inserção artificial de genes de outrasespécies ou, por vezes completamente diferentes.
Os passos necessários para a obtenção de uma planta transgênica podem ser resumidos em: isolamento e clonagem de um gene útil; transferência desse gene para dentro da célula vegetal; integração desse gene ao genoma da planta; regeneração de plantas a partir da célula transformada; expressão do gene introduzido nas plantas regeneradas; transmissãodo gene introduzido de geração em geração. A transferência de DNA por meio da Agrobacterium tumefaciens é o método mais usado na obtenção de plantas transgênicas de plantas dicotiledôneas. A Agrobacterium tumefaciens é uma bactéria gram-negativa que possui um plasmídeo (DNA extracromossomal) chamado de plasmídeo Ti (indutor de tumor) que possui a habilidade de transferir uma parte de seu DNA paraa célula vegetal que está infectando.
Esse DNA é chamado de T-DNA, e contém genes envolvidos na produção de reguladores de crescimento vegetais. Em condições naturais, quando o T-DNA é transferido para a célula vegetal essa produzirá substâncias que servirão de alimento (opinas) para o patógeno e levarão a célula vegetal a se multiplicar, formando tumores ou calos. Por meio da manipulação...
tracking img