Medo e ousadia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (616 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice
Introdução......................................................................................................................4
Pontos positivos enegativos.........................................................................................5
Conclusão......................................................................................................................6Bibliografia.....................................................................................................................7

Introdução

O presente trabalho tem por objetivo destacar os principaispontos positivos e negativos, visto por educadores na leitura do livro de autoria de Paulo Freire e Ira Shor. O livro em forma de diálogo, discute questões cotidianas pertinentes ao processo de ensinoe aprendizagem existentes em nosso atual contexto histórico. Foi publicado em 1986.
Analisa elementos que se constituem em desafios reais e concretos na perspectiva da reinvenção e recriação dosespaços escolares

PONTOS POSITIVOS
- Educadores e educandos são aprendizes.
_Pedagogia dialogada.
-Educação libertadora ilumina
-Conhecimento visto como ato de iluminação
-Rigor como forma dedisciplina
-Motivação
- Leitura critica.
-Vontade de mudanças
-Pesquisas orientadas.
-Reconhecer os dois momentos, produção e conhecimento, como um único momento.
-Despertar a curiosidade,criatividade e o senso criticam.
-Criar e recriar o conhecimento.
-Educação como transformadora das relações entre alunos e professores, escola e sociedade.
- “cultura do silêncio”
- Os educandos poderãoconstituir-se como agentes é como cidadãos em um mundo “para todos”.

PONTOS NEGATIVOS
-Currículo obscurecendo a realidade.
-Educadores autoritários.
-Transferência de conhecimento.-Desmotivação
-Rigor como autoritarismo.
-Ensino conteudista, “bancário”, instrucionalista e descontextualizado
-Educação como suporte ao capitalismo e à classe dominante.
- “cultura do silêncio”
-O medo...
tracking img