Medidas de volume e transferencia de liquidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome: ________________________________________________________ Grupo: Ensino: Fundamental Bimestre: 1º Ano / série: 9º ano ____

Componente Curricular: Laboratório de Química

Professor: Ricardo Honda / João de Freitas Data: / / 2011

Laboratório de Química
Experimento 3: Técnicas de medição de volumes em laboratório

I. Objetivo: Conhecer os materiais volumétricos e as técnicas deutilização desses materiais.

II. Introdução teórica: Medir volumes de líquidos faz parte da rotina de um laboratório químico. As medidas de volumes podem ser efetuadas para serem usadas numa análise qualitativa (não requer muita exatidão nas medidas de massa ou volume) ou numa análise quantitativa (requer elevada exatidão nas medidas de massa e de volume). Portanto, é necessário saber diferenciar eusar corretamente os materiais volumétricos, de modo a reduzir ao mínimo o erro das análises. Os materiais volumétricos mais comuns são:

A precisão do material está relacionada com a temperatura na qual o material está sendo utilizado (em geral são calibrados à temperatura de 20 °C) e com a limpeza. Existe também uma relação entre o diâmetro onde se localiza o traço de aferição (marca onde sefaz a leitura) e a precisão do material; em geral, quanto maior o diâmetro, menor será a precisão e, quanto menor o diâmetro, maior será a precisão. Os materiais volumétricos nunca devem ser colocados em estufas, pois o calor dilata o vidro e, consequentemente, descalibra o material.

PROVETAS ou CILINDROS GRADUADOS São materiais utilizados em medidas aproximadas de volume, pois apresentam errode 1 % nas medidas de volume. Portanto, não devem ser utilizadas em análises quantitativas. Existem provetas de várias capacidades, variando de 5,0 mL até alguns litros.

PIPETAS Podem ser de dois tipos: Graduadas ou Volumétricas. 1. Pipetas Graduadas: São providas de uma escala numerada de cima para baixo e geralmente graduada em 0,1 mL. A sucção do líquido deve ser feita através de uma pêra desegurança ou vácuo. Esse tipo de pipeta serve para escoar volumes variáveis de líquido, mas sua precisão é menor que a pipeta volumétrica. 2. Pipetas Volumétricas: São usadas para transferir um volume único de líquido. As pipetas volumétricas comumente encontradas são de: 1,00 , 2,00 , 5,00 , 10,00 , 15,00 , 20,00 , 25,00 , 50,00 , 100,00 e 200,00 mL. Para usarmos esse tipo de pipeta,considerando que ela está limpa, devemos inicialmente enxaguá-Ia duas ou três vezes com pequenas porções da solução a ser usada. Cada porção é posta em contato com toda a superfície interna da pipeta antes de ser escoada. Finalmente, usando pêra de segurança ou vácuo, a pipeta é enchida com a solução até 1 ou 2 cm acima do traço de aferição. Nessa operação, a pipeta não deve ser introduzida demais na soluçãoa ser pipetada, mas também não tão pouco que possa haver perigo de a ponta da pipeta ficar, durante a sucção, fora da solução. Usando um papel absorvente macio ou papel de filtro, enxugamos a parte externa inferior da pipeta e, com a pipeta na vertical, deixamos o líquido escoar lentamente até que a parte inferior do menisco coincida com o traço de aferição. Este ajustamento deve ser feito com apipeta na posição correta (o traço de aferição deve estar posicionado na mesma direção dos olhos do operador) para evitar erros de paralaxe. Caso fique alguma gota aderente à ponta da pipeta, para removê-Ia basta tocá-Ia levemente contra uma superfície de vidro. O líquido é, então, transferido para o recipiente escolhido e, para isso, a pipeta deve ser mantida em posição aproximadamente verticalcom a ponta encostada à parede do recipiente. Terminado o escoamento, a ponta da pipeta é mantida em contato com o recipiente por aproximadamente 15 segundos e, só então, a pipeta é removida para fora do recipiente. Verificamos que ao final da transferência a pipeta retém sempre uma pequena quantidade de líquido na sua extremidade inferior, a qual deve ser desprezada.

USO DA PÊRA DE SEGURANÇA...
tracking img