Medicina popular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MEDICINA POPULAR
Por mais elevada que seja a cultura do povo, sempre nos seus costumes, crenças e tradições irão se encontrar vestígios de épocas rudimentares em que se foram organizando as formas superiores da sua existência. Tal fato explica a permanência da Medicina Popular, conjunto de conhecimentos e crenças criados pelo povo, universo repleto de mitos, ritos, agouros e superstições.
Todosos povos da humanidade tiveram, no início de sua existência, grandes privações e duras necessidades. A alimentação, o vestuário e a doença sempre foram as carências primordiais e as necessidades que mais exigiam ocupações de homens ainda desprovidos de expedientes. Os primeiros recursos contra a doença humana nasceram justamente no seio desses homens rudes que, na luta pela sobrevivência, forambuscar a cura inicialmente nos seres que os circundavam: os vegetais. E como obtiveram bons resultados, devolveram suas observações e foram levador a criar uma prática médica, para conhecer e distinguir o que lhes era útil ou noviço no mundo dos vegetais.
O primeiro passo da pesquisa científica estava dado. O gênio inventivo de cada um foi-se transmitindo, de geração em geração, com observaçõesacumuladas, que foram aperfeiçoando e alargando o campo do conhecimento da doença humana e dos recursos para combate-la.
A medicina popular, no entanto não se resume na utilização de folhas, raízes e cascas em forma de banhos ou infusões com o objetivo de curar doenças. As simpatias e a religião cumprem papel fundamental na eficácia desses tratamentos. Toda aplicação de recursos materiais ocorrenum terreno essencialmente mágico, na medida em que, para a medicina popular, as plantas não curam por causa das substâncias nelas contidas, mas principalmente pelas virtudes anímicas, isto é, porque as plantas são entidades que curam doenças.
As propriedades farmacêuticas das drogas estão diretamente ligadas a um universo religioso onde se encontra a explicação do fenômeno. Por esse motivo, otratamento sempre obedece a um ritual, no qual são observadas as fases da lua, a posição da raiz com relação ao sol, as estações do ano e outras recomendações. No ritual da cura pela Medicina Popular, não se separam corpo e alma. Muitas vezes, utilizam-se rezas visando à cura do corpo e também do espírito enfermo. Boa parte desses tratamentos são empregados para curar doenças; outros para estancarsangue numa ferida ou casos em que a pessoa se engasga, sente dores diversas, necessita eliminar vermes e ainda muitos outros males...

Período Menstrual
Durante este período, a mulher era considerada “impura”, e deveriam observar regras especiais:
- A mulher não deveria lavar os pés e de uma maneira geral abster-se de lavagens corporais.
- Não poderia amassar a broa (pois esta não levedaria).- Não podia comer azeitonas.
- Não poderia entra nas adegas onde se estivesse a fazer o vinho (pois este estragar-se-ia).
Gravidez
- Quando estavam grávidas, as mulheres não podiam trazer chaves, alfinetes nos bolsos, pois a criança nasceria com um sinal ( no lado em que a mãe trouxesse o referido objeto).
- Durante o tempo de amamentação a mulher não deveria ficar deaixo de uma figueira,pois o seu leite secaria.
- Depois do nascimento a criança não deveria sair à rua antes de trinta dias (“ficavam um mês abafadas”).
- A criança não deveria entrar na igreja antes de ser batizada (pois seria mal pra ela).
Dores menstruais
Quando as mulheres sentiam muitas dores, aqueciam vinho e bebiam-no. Também podiam fazer o mesmo com água bem quente com bastante mel ou açúcar.
Mordida deabelhas
Mordida de abelhas são curadas esfregando salsa e água fria.


folha separada GRAVIDEZ
periodo menstrual


dor menstrual


picada de abelha

atual ministro aloizio mercadante presidente getulio vargas














MEC
O Ministério da Educação (MEC) é um órgão do governo federal...
tracking img